Um rastro de covardia: o Supremo e Bolsonaro

  Por Renato Uchôa (Educador)     

 

 

Que fique para o registro da história. Desde a farsa do Mensalão. O Supremo Tribunal Federal vem construindo um rastro de covardia por onde passa. A bem pouco tempo, deu um tiro de espingarda doze no princípio sagrado da Presunção da Inocência, e no tropel aproveitou para permitir que a Polícia arrebente a sua porta, invada seu lar sem mandado judicial. Mais imoral, sobre todos os aspectos, deu um talão de cheques em branco para Eduardo Cunha, um marginal internacional, aplicar o Golpe contra a democracia, em 17 de abril do ano passado.

A maior concentração de meliantes políticos de terno e gravata na história do Brasil, no afastar de uma presidenta legítima, o que tem escandalizado o mundo. Dilma sofre uma agressão violenta, ainda mais quando um terrorista de direita, Bolsonaro, fazedor de café e varredor de casernas, bajulador do coronel assassino Ustra, torturador covarde é homenageado por ele no momento de votar contra o povo brasileiro. Bolsonaro é um verme racista que pratica crimes contra os negros, índios...inclusive contra a própria filha, por ter nascido mulher.

É o cangaço digital em movimento acelerado na retirada dos direitos dos trabalhadores que vem por aí. Salvo raríssimas exceções, a composição do Supremo se constitui em uma tortura horripilante, assustadora, ao ouvi-los na defesa dos argumentos, quando julgam os destinos do país, nas mais das vezes, em direção ao Caos.

Ao que parece, a Constituição Brasileira, todos os exemplares, inclusive as do STF, foram queimados nas churrasqueiras da Elite Golpista, no churrasco de comemoração da quebra da legalidade, permitida por lá. Na quase totalidade, são reincidentes e solidários (quando silenciam ou não) nas questões que envolvem crimes hediondos. Uns antes, outros depois: estupros, assassinatos, ocultação, regalias para banqueiros criminosos e chiques, a todos eles a liberdade. E a turma é boa. Eros Grau, Celso de Mello, Gilmar Mendes, Carmem Lúcia, Ellen Gracie, Marco Aurélio e Cezar Peluso deprimiram todos aqueles que lutaram contra a ditadura militar. No apoio indireto, à luz dos argumentos jurídicos, todas as atrocidades que marcaram profundamente o país. Uma borracha nos crimes hediondos. Na análise da ADPF 153/DF em 2010, pertinente o registro, foi favorável a Lei da Anistia 6.683/79, em permanecendo na íntegra, livres para sempre os torturadores do aparelho policial-militar. Ricardo Lewandowski e Ayres Britto se posicionaram a favor da punição dos crimes hediondos praticados sistematicamente pelos agentes da ditadura.

As asas da liberdade foram estendidas, por eles ministros, sobre os agentes públicos que praticaram os crimes mais cruéis e desumanos a mando do estado terrorista e a serviço do capital internacional. Contra aqueles que efetivamente defenderam a legalidade constitucional quebrada, estilhaçada pelo Golpe Militar de 1964. Torturas como método de interrogatório, assassinatos covardes e ocultação dos corpos nunca encontrados, estupros, homicídios, perdoados.

 Os ministros confundiram o último pau-de-arara da música, com o degradante instrumento de tortura ainda visto, relatado em algumas delegacias do país. Contra a tendência das Cortes Internacionais de punição dos criminosos, inclusive em vários países do que se denomina Cone Sul, votaram contra a punição dos torturadores que praticaram crimes inomináveis durante a ditadura militar.

Deixaram criminosos desse naipe, crimes contra a humanidade, livres nas ruas e avenidas. E no Congresso Nacional, com o espúrio Bolsonaro. Rindo, zombando acintosamente das famílias que perderam seus filhos na luta pela democratização do país. E tinham todo o respaldo jurídico dos Tribunais Internacionais, Corte Interamericana de Direitos Humanos, na vertente de imprescritibilidade desses crimes. Teresina, ontem, foi palco de mais uma agressão violenta a mulher, a jornalista Cinthia Lages sofreu na pele a ação da gangue do preconceito de Bolsonaro no aeroporto. Aos gritos de cadela, puta...uma covardia sem tamanho a uma profissional que apenas realizava seu trabalho.

O STF não nos representa, é simples assim. Acovardaram-se. Resistir é preciso.

 

 

  Sérgio Arruda

Mais recente:COMO ESTAMOS MAL PROTEGIDOS COM NOSSAS ESCOLHAS HUMANAS

    

Ana Paula Romão      

Mais recente:MORO, ONDE NÃO MORA A JUSTIÇA

 

 Renato Uchôa 

Mais recente: MORO, ONDE NÃO MORA A JUSTIÇA 

 

Ana Liési Thurler
 Mais recente:   Percalços inescapáveis do capitalismo

 

Luiz Francisco Guil

Mais recente: ENTRE PERDIDOS E ACHADOS                       

                
 

Artigos

links

Esta seção está em branco.

OPINIÃO

AS DORES E AS DELÍCIAS DE SER LUIZ INÁCIO!

  Por Edson Roberto     Luiz Inácio avisou, não seremos subservientes a nenhuma nação do mundo, o Brasil buscará o seu espaço. Luiz Inácio avisou, nenhum ministro do meu governo tirará sapatos para entrar em nenhuma nação, e isso aconteceu em outro governo. Luiz Inácio avisou,...

A CONSTITUIÇÃO ENLAMEADA

  Por Cleusa Slaviero                            É uma vergonha o vídeo do Moro fingindo que está preocupado com o povo. Isso é truque e bons leitores de discursos já elencaram as pretensões do juiz que faz lembrar...

LULA

 Por Messias Cardoso              Lula é um ser humano de uma doçura inenarrável de fazer cócega na alma. Mas mesmo assim os "Moros” e coxinhas da vida, o odeia. O Lula é um ser humano fantástico, nascido na periferia do Brasil, fez a maior revolução...

LINCHANDO ELIKA

 Por Wilson Gomes            Elika Takimoto. O nome dela te diz alguma coisa? É escritora, já ganhou prêmio literário, tem um blog, escreve lindamente. Elika é também professora. De Física. Recentemente deve ter chamado a sua atenção como "a professora que...

O FUTURO ESTÁ EM VOCÊ!

  Por Lamartine Veiga        Ontem foi um dia em que o corpo se encontrou com seu ser e desse encontro à resistência se fez claridade -- foi uma luz de 35 milhões de corpos que descobriram que ser é muito mais que viver -- assim escreveu Martin Heidegger no seu magnífico...

MORO RECUA. SERÁ?

 Moisés Mendes          Não se ouviu uma única voz de jurista, uma só, em defesa da decisão de Sergio Moro de que Lula deveria estar presente em todas as audiências com suas testemunhas em um dos processos da Lava-Jato. Hoje, Moro recuou. Não porque tenha decidido ser...

ODEBRECHT, O CRÂNIO

    Por Ricardo Eugênio     Temos de tirar o chapéu para a inteligência de Marcelo Odebrecht. Até agora, entre todos os torturados em Curitiba com a única finalidade de jogar Lula na prisão, foi o único a conseguir sua liberdade gozando a cara do fascista Sérgio Moro. Ao...

PROVOCAÇÕES

 Por Moisés Mendes (Jornalista)                 Desde ontem à tarde lido com duas provocações, sem saber destrinchar nenhuma delas. Tomei 14 mates agora de manhã, enquanto caía um chuvisco, e fiquei ainda mais confuso, quando geralmente o...

QUEM QUER DINHEIRO?

  Por Dane Andrade          Eu sou fã do Sílvio Santos e dos seus programas, mas tem um específico que me remete aos acontecimentos da nossa política. Antes de falar sobre isso, eu queria mandar um beijo para a jornalista mais competente da emissora, a francesa...

NÃO FIQUE AÍ PARADO

 Por Rose Rolim        Impedida de dar qualquer passo em sua defesa jurídica aqui dentro do país ou nos tribunais internacionais porque os seus dois recursos ainda não foram julgados pelo STF, um que questiona a forma e outro o conteúdo do processo de impeachment, a...

Esta seção está em branco.

Artigos

Crie um site com

  • Totalmente GRÁTIS
  • Centenas de templates
  • Todo em português

Este site foi criado com Webnode. Crie um grátis para você também!