UM PAÍS CHEIO DE ÓDIO

Por Janete Peternel     

 

 

Eu me lembro que o ódio que se vê agora e que assusta tanta gente começou a se manifestar (porque é muito mais antigo) em 1989, com a disputa acirrada entre Collor e Lula. A rede Globo insuflou a classe média, os pobres de direita e os metidos a rico, empurrando um candidato de olhos vidrados. E eu me perguntava: o que leva as pessoas a votar num sujeito que tem olhos assim?

 Desconfiada e pressentindo algo mau, saquei o dinheiro da herança do meu pai, que acabara de receber, e converti tudo em dólar. Quando veio o sequestro da poupança eu era uma das poucas endinheiradas. O sequestro foi um choque terrível. Ninguém acreditava que aquele homem "bem-nascido", caçador de marajás fosse fazer uma safadeza daquelas.

Collor nivelou todo mundo: todos só tinham 50 cruzeiros, 50 mil cruzados (já nem lembro a moeda da época). E aí os pobres saíram vendendo seus cacarecos pra botar um prato de comida na mesa, como está acontecendo agora. Num jornal que li, uma ricaça desabafou: "pelo menos meu marido vai parar de dar dinheiro à vagabunda e meu filho não vai ter grana pra se drogar”.

E nem assim essa gente aprendeu. Veio o sociólogo, anos depois, e mesmo com a derrota do meu candidato, minha esperança se acendeu: pelo menos era um partido de centro-esquerda. Achei que ele ia tirar o povo da miséria e da fome (lembram das campanhas em que pobre só comia uma vez por ano, no Natal? E dos casaquinhos tricotados pelas madames?). Mas foi o contrário, o assistencialismo continuou, porque neste país pobre não tem direito, ele tem de se contentar em receber esmola.

FHC privatizou quase tudo, deu sumiço no dinheiro, deu dinheiro pra banqueiro, levou uma bronca inesquecível do Bill Clinton e ainda foi de pires na mão pedir dinheiro ao FMI. E aí, finalmente, meu candidato venceu. Sempre tive apenas simpatia pelo PT e votava nos candidatos desse partido em todas as esferas de governo. Só muito recentemente, indignada com o que vem acontecendo, achei que era hora de tomar uma posição e me filiei ao PT, porque quem é trabalhador tem de votar em trabalhador.

E o PT fez o maior milagre que este país conheceu até hoje. Tirou milhões da miséria e da fome e levou outros milhões à classe média. Acabou com o assistencialismo e deu direitos às pessoas. E o que elas deram em troca? Muitas delas, ingratidão. Não aprenderam que a rede Globo é inimiga do povo. É certo que o partido cometeu erros gravíssimos, especialmente por ter se aliado a partidos reconhecidamente corruptos. Nunca engoli Maluf, Jáder Barbalho, Collor e outros bandidões. Mas foi desse jeito que o PT se elegeu.

O país passou a ser respeitado no exterior e vivemos anos de bonança, com muita gente que não tinha dinheiro nem pra ir a Cascadura, viajando pra Disney.
Veio a Dilma, continuou a obra de Lula, foi reeleita e o resto todo mundo sabe. Mas o que dói de verdade é ver a ingratidão principalmente dos pobretões. Os metidos a rico já nem falo mais, porque são ridículos até a medula.

Acompanhei todo o calvário de Marisa Letícia até o velório ontem e estou até agora assombrada. Ódio a uma pessoa que está no hospital lutando pra viver é demais. Ódio a um viúvo que está prestando homenagem a companheira de mais de 40 anos é insuportável. Vocês, classe média ingrata, pobres de direita, classe média metida a rica estão destruindo o país. O ódio de vocês, que fez com que os pobres vivessem em guetos, vai um dia explodir contra vocês mesmos. Porque vocês ridicularizaram os projetos sociais, que tinham o propósito de fazer do país uma nação igualitária.

Vocês exigiram a saída de uma presidenta honesta e digna pra botar no lugar dela uma gangue de facínoras, que congelaram por 20 anos os investimentos em educação e saúde. E agora se preparam para tirar os direitos dos trabalhadores e dos aposentados.

Vocês são culpados. E quando a fome bater lá no morro e a indignação crescer, eles vão descer pro asfalto. De nada vai adiantar seus muros, suas grades, seus pitbulls. Nem a polícia vai salvá-los da horda assassina e incontrolada que vai invadir seus lares e matar vocês. Ódio dá nisso.

 

 

  Sérgio Arruda

Mais recente:COMO ESTAMOS MAL PROTEGIDOS COM NOSSAS ESCOLHAS HUMANAS

    

Ana Paula Romão      

Mais recente:MORO, ONDE NÃO MORA A JUSTIÇA

 

 Renato Uchôa 

Mais recente: MORO, ONDE NÃO MORA A JUSTIÇA 

 

Ana Liési Thurler
 Mais recente:   Percalços inescapáveis do capitalismo

 

Luiz Francisco Guil

Mais recente: ENTRE PERDIDOS E ACHADOS                       

                
 

Artigos

links

Esta seção está em branco.

OPINIÃO

UMA QUESTÃO DE SENSIBILIDADE

  Por Ana Lúcia Alves          Dizem que sou sensível...pois vou contar onde aprendi a ser assim. Convivo a pelo menos 20 anos em hospitais cumprindo meu oficio de cuidar...e lá aprendi...Que paredes de hospitais, já ouviram preces mais sinceras e honestas do que em...

SOLIDARIEDADE NÃO SE PEDE

   Por Claudete Galli                Quero relatar um fato que ocorreu ontem quando eu estava na Vigília Lula Livre. Eu cheguei bem no momento em que o Stédile estava falando, como havia sido a visita ao Lula. Uma observação, então cada vez que o...

EM DIA DE JOGO DA COPA

  Por Igor Grabois            O Brasil é grande nos mais diversos sentidos do termo. Existem cinco países que estão, simultaneamente, entre os dez maiores PIB’s, territórios e populações. O Brasil é um deles. O maior país africano fora da África, só a Nigéria é...

ESTÃO NOS FAZENDO DE BOBOS, BRINCANDO DE DEMOCRACIA.

 Por Inês Duarte                   Não pode haver perdão ao ministro Edson Fachin. Ele traiu o povo brasileiro, traiu a democracia, a Constituição Federal e traiu principalmente ele próprio, quando deixou de cumprir a missão que se comprometeu...

AO SOM DA FOME

 Por Lúcia Costa                Eu tenho 49 anos. Desde criança via comícios, não perdia um, até onde dava. Aos 13 anos comecei a sentir vontade de entrar para a política ao ouvir aqueles homens. Eram só homens, falando bonito. Nos seus discursos...

O RECADO

Por Cleusa Slaviero        Para me apoiar  por causa do desânimo (preocupação), que me acometeu hoje, o George Mello disse: "menos expertise e mais luta, mais determinação." Ele quis dizer que as ações que realizamos na resistência, nesse momento, são mais importantes...

SOBRE A TENDÊNCIA HISTÓRICA E O FUTURO DO BRASIL

   Por Cristiano Camargo                    Toda Revolução Histórica tem um ponto de ruptura, da conjuntura anterior para a nova que surgiu pós- revolução, e que serviu de estopim para incendiar estas revoluções. Pois bem, estamos...

MARIELLE: BRASIL CHORA POR SUA MAIS NOVA MÁRTIR

Por Sérgio Botêlho           Há um mau cheiro no ar. E esse mau cheiro não vem do corpo inerte de Marielle. Esse mau cheiro vem dos seus assassinos. Esse mau cheiro vem de uma sociedade historicamente baseada em podres poderes. Negra, mulher, feminista, pobre...

TÁ FALADO

 Por Rosangela Lima              Madrugada alta e eu aqui, escrevendo textão. Pouca gente vai ler, mas é bom desabafar, então... Percebo nos olhares, nas críticas e alguns ataques, a incompreensão de muita gente do meu convívio com o fato de continuar na...

A MULHER E O VOTO

Por Inês Duarte          Não é de hoje que as mulheres possuem a disposição de lutar por respeito, igualdade de direitos, reconhecimento de seu papel, não apenas na sociedade, mas também, junto ao parceiro, como geradora de filhos, de gerações e que traz consigo o...

Esta seção está em branco.

Artigos

Crie um site com

  • Totalmente GRÁTIS
  • Design profissional
  • Criação super fácil

Este site foi criado com Webnode. Crie o seu de graça agora!