Porque me envergonho de meu país

   Por Sérgio Arruda     

 

 No começo do século XX, por obra de um magistrado foi publicado um ensaio com nome "Porque me ufano de meu país", cujo título virou até estilo aos otimistas que revelavam esperanças sobre nossa vida ou desenvolvimento. TERRÍVEL ENGANO! As premissas a que o autor, Affonso Celso, se valeu, qual praga, se esvaneceram.... Se louvou a grandeza territorial nem pensou que haveria corrente que hoje prega separatismo e, pior, por razões ignóbeis, racistas, egoístas.

Quando teceu seu orgulho sobre Amazonas ou baia do Rio de Janeiro nem pensou que a do Rio viraria um esgoto podre que foi visto com receio aos esportistas que tiveram suas lides em suas águas. Do Amazonas pujante não previu que já consta em mapas estrangeiros como (res nullius) terra de ninguém e que a qualquer momento será ocupado pelo interesse americano ou de seus consórcios bélicos, bem como suas riquezas naturais.

Não previu que um néscio faria intermediação e junto a outros ficaria com parte do nióbio. Cândido elogiou a formação do "tipo “nacional quando vemos, hoje, a segregação igual ao "apartheid" entre os coxinhas. E o caráter nacional? Se elogiou, é por não ter percebido a inclinação de juízes serem partidários e covardes no exercício de função, de parlamentares só agirem em proveito de seus grupos ou pessoal, e a inclinação de vassalagem imperando nas classes médias e mais abastadas.

 Não conseguiu divisar o vil caráter de bajulação de políticos que se embevecem carnalmente como FHC+melecófago e seus amigos seguidores dos EUA, prontos para anular a independência e dignidade do país. Se vivesse teria de presenciar a vitória do escravagismo mostrando como o futuro prepara o país para ser colônia e faz isso por meio de educação incipiente aos nativos para serem tão somente servos dos conquistadores.

Poderia ver que todas as cores e dísticos da pátria foram vilipendiados por quem os deveria enaltecer. Que o hinário e patriotismo viraram piada. Que os letrados pouco sabem além de falar a língua dos dominadores. Isto me veio à mente, como marca dos estertores que presenciamos pela entrega gratuita e desonrosa que assistimos, de nossos meios e empresas, pelo governo fantoche - colocado via golpe dos EUA, sem qualquer reação de nenhum dos poderes do país que deveriam zelar por todos.

Foto: altamiroborges.blogspot.com

 

  Sérgio Arruda

Mais recente:COMO ESTAMOS MAL PROTEGIDOS COM NOSSAS ESCOLHAS HUMANAS

    

Ana Paula Romão      

Mais recente:MORO, ONDE NÃO MORA A JUSTIÇA

 

 Renato Uchôa 

Mais recente: MORO, ONDE NÃO MORA A JUSTIÇA 

 

Ana Liési Thurler
 Mais recente:   Percalços inescapáveis do capitalismo

 

Luiz Francisco Guil

Mais recente: ENTRE PERDIDOS E ACHADOS                       

                
 

Artigos

links

Esta seção está em branco.

OPINIÃO

UMA QUESTÃO DE SENSIBILIDADE

  Por Ana Lúcia Alves          Dizem que sou sensível...pois vou contar onde aprendi a ser assim. Convivo a pelo menos 20 anos em hospitais cumprindo meu oficio de cuidar...e lá aprendi...Que paredes de hospitais, já ouviram preces mais sinceras e honestas do que em...

SOLIDARIEDADE NÃO SE PEDE

   Por Claudete Galli                Quero relatar um fato que ocorreu ontem quando eu estava na Vigília Lula Livre. Eu cheguei bem no momento em que o Stédile estava falando, como havia sido a visita ao Lula. Uma observação, então cada vez que o...

EM DIA DE JOGO DA COPA

  Por Igor Grabois            O Brasil é grande nos mais diversos sentidos do termo. Existem cinco países que estão, simultaneamente, entre os dez maiores PIB’s, territórios e populações. O Brasil é um deles. O maior país africano fora da África, só a Nigéria é...

ESTÃO NOS FAZENDO DE BOBOS, BRINCANDO DE DEMOCRACIA.

 Por Inês Duarte                   Não pode haver perdão ao ministro Edson Fachin. Ele traiu o povo brasileiro, traiu a democracia, a Constituição Federal e traiu principalmente ele próprio, quando deixou de cumprir a missão que se comprometeu...

AO SOM DA FOME

 Por Lúcia Costa                Eu tenho 49 anos. Desde criança via comícios, não perdia um, até onde dava. Aos 13 anos comecei a sentir vontade de entrar para a política ao ouvir aqueles homens. Eram só homens, falando bonito. Nos seus discursos...

O RECADO

Por Cleusa Slaviero        Para me apoiar  por causa do desânimo (preocupação), que me acometeu hoje, o George Mello disse: "menos expertise e mais luta, mais determinação." Ele quis dizer que as ações que realizamos na resistência, nesse momento, são mais importantes...

SOBRE A TENDÊNCIA HISTÓRICA E O FUTURO DO BRASIL

   Por Cristiano Camargo                    Toda Revolução Histórica tem um ponto de ruptura, da conjuntura anterior para a nova que surgiu pós- revolução, e que serviu de estopim para incendiar estas revoluções. Pois bem, estamos...

MARIELLE: BRASIL CHORA POR SUA MAIS NOVA MÁRTIR

Por Sérgio Botêlho           Há um mau cheiro no ar. E esse mau cheiro não vem do corpo inerte de Marielle. Esse mau cheiro vem dos seus assassinos. Esse mau cheiro vem de uma sociedade historicamente baseada em podres poderes. Negra, mulher, feminista, pobre...

TÁ FALADO

 Por Rosangela Lima              Madrugada alta e eu aqui, escrevendo textão. Pouca gente vai ler, mas é bom desabafar, então... Percebo nos olhares, nas críticas e alguns ataques, a incompreensão de muita gente do meu convívio com o fato de continuar na...

A MULHER E O VOTO

Por Inês Duarte          Não é de hoje que as mulheres possuem a disposição de lutar por respeito, igualdade de direitos, reconhecimento de seu papel, não apenas na sociedade, mas também, junto ao parceiro, como geradora de filhos, de gerações e que traz consigo o...

Esta seção está em branco.

Artigos

Crie um site com

  • Totalmente GRÁTIS
  • Design profissional
  • Criação super fácil

Este site foi criado com Webnode. Crie o seu de graça agora!