PARA A HISTÓRIA

 Por Sérgio Arruda   

 

 Um histórico sucinto (*) para 'prima cognição' como diz a múmia de Curitiba... No começo do século havia um Brasil que, qual nau à deriva, estava exaurido após saques sucessivos do bando de FHC e jazia como esmoler, devedor do FMI e quase em falência. Era um gigante trôpego e ridículo por ter se deixado roubar em todos os valores erigidos em 50 anos ou mais (Vale do Rio Doce, CSN. etc.) e com uma sociedade em estágio selvagem no qual empresários sugavam governo e povo que estrebuchavam.

Como se fosse aula cósmica o povo, em desespero elegeu um trabalhador para tomar conta e dar rumo ao país. O Brasil que oscilava entre 11ª e 12ª potência da economia mundial apesar de seu território rico e vasto, ordenou-se. Em 8 (oito) anos passou a ter lugar no ranking de países desenvolvidos em 6º (sexto) lugar. Recuperou indústria naval, ficou autônomo em petróleo, investiu e recuperou ferrovias, iniciou canal de irrigação para o NE pelo rio São Francisco, e principalmente elevou seu conceito internacional pela altivez e qualidade do governante que sem bajular foi dado como exemplo ao mundo pela condução de sua política social.

Houve a recuperação de tranquilidade social, de empregos e elevação salarial geral por efeito de política e do progresso que atendia a TODOS os setores - capital/trabalho. O que havia de dívida e subordinação ao FMI que vinha aqui determinar nossa conduta, se transformou em independência e CRÉDITO.... O país passou a ser emprestador ao FMI e seu credor. A política de recuperação de camadas mais pobres se fez invejada e copiada.

 O governante passou a faixa à sua sucessora com índice de aprovação acima de 80%, e com os números estatísticos que fazia o Brasil exemplo e fez do autor da recuperação o brasileiro mais homenageado no planeta como doutor 'honoris causa' das principais universidades. Era, enfim um país feliz, rico, com 'cacife' para superar tradicionais donos de posições com ingleses ou italianos.

 A sucessora do Lula, íntegra e imbuída de mesmos objetivos sociais deu rumo igual na elevação de estrutura industrial (incluída a militar) com fito de proteger o Pré-Sal que saía dos relatórios e jorrava nas plataformas. MAS ISSO DEU PÂNICO AOS EUA E SUA BASE DE CAPITAIS (que ainda não optaram por produzir na China). E, de imediato convocaram a FIESP e jogaram a mídia infame para desfazer o rumo...jogaram com a estratégia de exploração de néscios/coxinhas. Pregaram que não ficaria bem no CAFE SOCIETY a fina sociedade de bugres permitir a ascensão dos desvalidos em recuperação, nas mesmas escolas ou viajando em mesmo aviões.

Eis que houve reação! Todos os ex-neo-favelados, agora tendo sapatos, autos e celulares se doeram! Cada um escalou seu deputado acessível ou senador para MUDAR O GOVERNO - fora Dilma! Não queremos governo republicano, queremos a baixaria do FHC, dos fardados covardes, dos capachos, mas não dividiremos nosso espaço - se preciso ficaremos nuas na avenida sob sanduiches da FIESP (que tem tradição exclusiva de comprar generais para os EUA).

Era insuportável ter pessoa honesta na presidência com um país abundante de meios, com reservas no FMI maior do que os EUA. Ela teria de cair! Vazou até a conversa telefônica que desnudou a parceria do STF com os golpistas e com fito de anistiar criminosos enredados na lava jato. Houve um descompasso que deve estar em correção -Os EUA abriram 2 (duas) frentes de combate que se mostraram hostis (mas nem tanto!) Um asno em Curitiba, ao apurar meios de destruir a Petrobrás escorregou e teve de tomar conhecimento de crimes do seu partido, o mesmo de seu patrocinador EUA.

Esse conflito ficou escamoteado até que o STF+Senado perfizessem o cometimento do golpe para se efetivarem novos crimes, já com atores como o anão colocado para entregar Pré-Sal e demais pleitos americanos. Como entre bandoleiros e desonestos gerais não há regras respeitadas, estamos agora presenciando o caos. Desmandos e vergonhas. Um patife na presidência que se acovarda a tudo e a desídia sem vergonha dos togados do STF que tem medo de julgar o golpe, não por respeito aos brasileiros que os sustentam, mas ao julgamento internacional que se derramará inapelavelmente aos nomes e descendentes em opróbio que será histórico por expor todos em sua participação criminosa contra seu país. (*) o 'sucinto' ficou longo não poder omitir tantos crimes.

Foto: sued e prosperidade

 

  Sérgio Arruda

Mais recente:COMO ESTAMOS MAL PROTEGIDOS COM NOSSAS ESCOLHAS HUMANAS

    

Ana Paula Romão      

Mais recente:MORO, ONDE NÃO MORA A JUSTIÇA

 

 Renato Uchôa 

Mais recente: MORO, ONDE NÃO MORA A JUSTIÇA 

 

Ana Liési Thurler
 Mais recente:   Percalços inescapáveis do capitalismo

 

Luiz Francisco Guil

Mais recente: ENTRE PERDIDOS E ACHADOS                       

                
 

Artigos

links

Esta seção está em branco.

OPINIÃO

A ORIGEM DA TRUCULÊNCIA

        A ORIGEM DA TRUCULÊNCIA José Alves da Silva (Professor)  A origem da classe dominante no Brasil e sua natureza ideológica é colonial escravista em todo o seu perfil, não tem outra alternativa. Mesmo que alguns possam lembrar do terrível cheiro das latrinas no oitão...

UMA QUESTÃO DE SENSIBILIDADE

  Por Ana Lúcia Alves          Dizem que sou sensível...pois vou contar onde aprendi a ser assim. Convivo a pelo menos 20 anos em hospitais cumprindo meu oficio de cuidar...e lá aprendi...Que paredes de hospitais, já ouviram preces mais sinceras e honestas do que em...

SOLIDARIEDADE NÃO SE PEDE

   Por Claudete Galli                Quero relatar um fato que ocorreu ontem quando eu estava na Vigília Lula Livre. Eu cheguei bem no momento em que o Stédile estava falando, como havia sido a visita ao Lula. Uma observação, então cada vez que o...

EM DIA DE JOGO DA COPA

  Por Igor Grabois            O Brasil é grande nos mais diversos sentidos do termo. Existem cinco países que estão, simultaneamente, entre os dez maiores PIB’s, territórios e populações. O Brasil é um deles. O maior país africano fora da África, só a Nigéria é...

ESTÃO NOS FAZENDO DE BOBOS, BRINCANDO DE DEMOCRACIA.

 Por Inês Duarte                   Não pode haver perdão ao ministro Edson Fachin. Ele traiu o povo brasileiro, traiu a democracia, a Constituição Federal e traiu principalmente ele próprio, quando deixou de cumprir a missão que se comprometeu...

AO SOM DA FOME

 Por Lúcia Costa                Eu tenho 49 anos. Desde criança via comícios, não perdia um, até onde dava. Aos 13 anos comecei a sentir vontade de entrar para a política ao ouvir aqueles homens. Eram só homens, falando bonito. Nos seus discursos...

O RECADO

Por Cleusa Slaviero        Para me apoiar  por causa do desânimo (preocupação), que me acometeu hoje, o George Mello disse: "menos expertise e mais luta, mais determinação." Ele quis dizer que as ações que realizamos na resistência, nesse momento, são mais importantes...

SOBRE A TENDÊNCIA HISTÓRICA E O FUTURO DO BRASIL

   Por Cristiano Camargo                    Toda Revolução Histórica tem um ponto de ruptura, da conjuntura anterior para a nova que surgiu pós- revolução, e que serviu de estopim para incendiar estas revoluções. Pois bem, estamos...

MARIELLE: BRASIL CHORA POR SUA MAIS NOVA MÁRTIR

Por Sérgio Botêlho           Há um mau cheiro no ar. E esse mau cheiro não vem do corpo inerte de Marielle. Esse mau cheiro vem dos seus assassinos. Esse mau cheiro vem de uma sociedade historicamente baseada em podres poderes. Negra, mulher, feminista, pobre...

TÁ FALADO

 Por Rosangela Lima              Madrugada alta e eu aqui, escrevendo textão. Pouca gente vai ler, mas é bom desabafar, então... Percebo nos olhares, nas críticas e alguns ataques, a incompreensão de muita gente do meu convívio com o fato de continuar na...

Esta seção está em branco.

Artigos

Crie um site com

  • Totalmente GRÁTIS
  • Design profissional
  • Criação super fácil

Este site foi criado com Webnode. Crie o seu de graça agora!