O supremo na encruzilhada ao som do blues. Lado a.

     Por Renato Uchoa (Educador)

 

 

 

 

Robert Johnson, músico americano do Mississipi, morreu aos 27 anos. Teria feito um pacto com o demônio. Tornar-se o grande guitarrista genial que foi. Uma lenda do blues. O encontro foi na encruzilhada das rodovias 61 e 49, em Clarksdale, Mississipi. Uns tantos, a maternidade do blues. À meia noite... nem todos os gatos são pardos. E nem os ratos. Pela metade, uma garrafa de whisky, mãos cortadas, cordas gastas e envelhecidas da Dobro 1927.Esperando há décadas para soltar os gritos de revolta e indignação, por séculos da escravidão imposta e da segregação a ser quebrada e abolida.

A bem da verdade (blues) se originou em outras terras, além do mar. Povos caçados, acorrentados e trazidos para trabalhar como escravos nas grandes plantações do Sul (algodão, tabaco e milho) na Louisiana, Geórgia, Alabama e outros cantos. O blues e a voz que não deixou apodrecer a liberdade perdida e a conquistar, vem junto em 1619 com os povos escravizados da África. Instalado e entalado na garganta; pela saudade da terra, supressão da liberdade.

Guitarra afinada, Johnson tocava de costas para o público. Escondendo o “olhar do diabo” na ajuda das "notas". Ninguém perceber. Alguns afirmam que as canções Cross roads Blues, Me and the Devil Blues são provas do acordo. E não aplicaram a Teoria do Domínio de Fato. Por não existir. Utilizaram a do “Domínio do Diabo”.

Não se sabe se Joaquim gosta de blues ou de Zumbir dos Palmares. Deve curtir Lobão, que agora é da banda. Algumas coincidências, não nas contribuições e importância de cada um: Johnson continuará a ser lembrado e reverenciado como um dos mais importantes da música americana. A cidade de Clarksdale também. São milhares do mundo inteiro em direção a encruzilhada.

Joaquim trabalha e sonha na outra: Praça dos Três Poderes. É lá que se encontram representadas as camadas dominantes mais Golpistas, mais retrógadas e reacionárias das Américas. É com elas que Joaquim fez o pacto. Rasgou a Constituição para condenar sem provas.

Joaquim começa por J, mas nunca será Johnson. Joaquim no Supremo de costas para a Constituição escondeu provas: auditorias, laudos e as “notas” da utilização das verbas privadas da Visanet. Joaquim será muito lembrado agora e pelas novas gerações como o presidente da mais alta Corte de Justiça do país, em pleno regime democrático, que quebrou a legalidade constitucional.

Joaquim é o precursor do Golpe no processo do mensalão, fez um acordo com os setores mais reacionários das camadas dominantes para destruir o PT. Não foi no Mississipi ao som do blues. Provavelmente em Brasília. À meia noite. Isolado pela mídia tenta agora atacar os amigos golpistas.

 Não devemos aceitar o teatro fajuto de Joaquim, que com Gilmar Mendes, são faces da mesma moeda podre golpista, para aparecer a qualquer custo, não merece nenhuma credibilidade em defesa do processo democrático, pelo contrário, um capataz da elite que perdeu o emprego para o juiz Moro da República Corrupta do Paraná.

E na encruzilhada dos Três Poderes, nós que defendemos a liberdade, ao som do blues, a legalidade vai prevalecer no Supremo. A sociedade brasileira vai aguentar as pontas, e mais cedo ou mais tarde expelir das Instituições todos os criminosos golpistas. Resistir é preciso, a democracia agradece.

Foto: jornalggn.com.br

 

  Sérgio Arruda

Mais recente: MISSA NEGRA

    

Ana Paula Romão      

Mais recente: RESUMO DA SEMANA

 

 Renato Uchôa 

Mais recente: A FACE OCULTA DO GOLPE 

 

Ana Liési Thurler
 Mais recente:   Percalços inescapáveis do capitalismo

 

Luiz Francisco Guil

Mais recente: ENTRE PERDIDOS E ACHADOS                       

                
 

links

Esta seção está em branco.

OPINIÃO

MEXEU COM LULA, MEXEU COM A GENTE

 Por Inês Duarte          Estão divulgando nas redes sociais a possibilidade das manifestações em POA tornarem a cidade num campo de batalha. Não por nossa gente, não pelas forças progressistas, mas pelas forças do retrocesso da civilização. Eu e todos que partem do...
+

A VIDA É BELA

Por Francisca Frida             Hoje me sinto um pouco mais forte e quero lhes contar um fato só para que vocês vejam até que ponto chega a maldade humana... Algumas vezes eu disse aqui que tinha vontade de ir para outro planeta, e que os seres humanos me...
+

REFLEXÕES SOBRE O SUICÍDIO

   Por Márcia Tigani     Encerro meu dia com reflexões sobre o tema de hoje no facebook: o suicídio. Aliás esse é tema do dia à dia, muito embora as pessoas o neguem, finjam não enxerga-lo, passem a bola para os " coletivos", digam que é " coisa pra psicólogo, psiquiatra e...
+

NÃO É SOMENTE LULA QUE CONDENAM, É A TODA UMA NAÇÃO

  Por Inês Duarte              Não tenho mais o que dizer, meu coração está congelado de tanta tristeza. Lula é vítima da maldade humana, vítima do egoísmo, da desonestidade, da cegueira e do ódio de pessoas que optaram em ser ruins com uma única finalidade:...
+

NOTA DE REPÚDIO DA UFPB

  A Reitoria da Universidade Federal da Paraíba (UFPB) vem reiterar sua indignação e manifestar repúdio à ação de condução coercitiva de dirigentes da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG), em operação que apura supostos desvios na construção do Memorial da Anistia. Em 6 de dezembro, o...
+

A FACE EXPLÍCITA DO TERROR

     Por  Vânia de Farias                     O que poderia levar dois jovens aparentemente bem sucedidos a cometer um ato monstruoso desses? Já nasceram psicopatas ou foram perdendo a...
+

ANOTA AÍ COMPANHEIRO/A

 Por Cleusa Slaviero          Ontem o Zeca me enviou o texto que Aldo Fornazieri publicou sobre a Nota do PT, só tive tempo de ler de madrugada, quando li tudo o que recebi ontem e me inteirei das notícias do Brasil e do mundo. Que decepção tão grande a opinião de...
+

SEM PERDÃO

 Por Inês Duarte        Mais uma vez encontro-me aterrorizada, indignada e quase em pânico diante da possibilidade da prisão de Lula. Não posso admitir em hipótese alguma, a prisão de um homem que conquistou os brasileiros e o mundo, com a política mais humanizada que já...
+

O GOLPE DESDE O PRINCÍPIO TEM SIDO BEM DOLOROSO.

 Por Cristiane Barreto        Num certo período da minha vida eu chorei uns dias seguidos, por um problema aparentemente sem solução. E que atingia direto no peito e eu ia para a cama e chorava, nada de reagir. Não conseguia, doía muito. O tempo passou, andava que nem zumbi...
+

es-Notícias

O Golpista

                                                                                    ...
Leia mais

Eu acredito é na luta

                                                                                   ...
Leia mais

O recado

                                                                                   ...
Leia mais

AO PREFEITO ARTUR NETO

                                                                                    ...
Leia mais

Olá amigos/as

                                                                                   ...
Leia mais

RESPOSTA À DIREITA E AO PIG

                                                                                   ...
Leia mais

ACREDITAMOS NO BRASIL!

                                                                                   ...
Leia mais

Artigos