O SILÊNCIO DO TIBETE E OS (MA) RQUETEIROS

 Por Renato Uchôa (Educador)   

 

 

 

O PT, de quando em quando, faz um voto de silêncio assustador. Por não atender os gritos de milhões de brasileiros. Que acreditam na força do combate ininterrupto contra a Elite, também do preconceito, da exclusão, dos crimes mais cruéis contra o povo brasileiro. Querem o troco. Não é em moedas de cinco centavos, que a contragosto, jogam na lata de um pedinte de porta de igreja.

 Após a missa ou o culto, muito deles vão botar chumbinho para o cachorro e gato do vizinho. Em sendo em um saco, coloca cinco e volta na ponta do dedo com uma moeda de um real. Querem bilhões em troca pela opção do governo na implementação dos programas sociais.

Querem uma Bolsa-Clã na base de ouro. E já não dissimulam a cara. Está todos os dias na mídia, repetindo 24 horas por dia, o convite de sétimo dia. Do enterro do PT. E são milhares infiltrados no Aparelho de Estado. Servidores públicos nos melhores cargos, da justiça, Polícia Federal, Ministério Público, Procuradorias, STF, STJ... passeando nas agressões pessoais, no desrespeito, na afronta a todos os Códigos e Estatutos, que regem também, em cada alçada, os servidores dos Estados.

A impunidade campeia até nas latas de lixo dos pátios das repartições. Um mar de rosa para cuspir na cor vermelha.  Foi assim nas eleições de 1989, quando o PT deixou roubar por vários meses, dirigido pelos marqueteiros, à marca da crítica, a identidade construída a duras penas, que foi ganhando os corações e mentes da população brasileira na construção e legalização do partido.

E foi colando, Collor roubou a marca à luz do dia. Roubou a estrela do PT por meses. Deitou e rolou, e não se sabe se cheiraram. Alguém acordou e foi botando o PT nos trilhos, a campanha cresceu e foi bonita. Não perdemos as eleições em 1989. As urnas, e foram várias, boiaram em vários rios do Brasil lotadas de votos não computados.

De quando em quando, um silêncio do PT nos açoita os tímpanos de vergonha. Joaquim Barbosa, no julgamento da AP 470, mais draconiano da história do Brasil, em pleno regime democrático, mandou a Direção do PT para o retiro e voto de silêncio no Tibete. Por vários anos. É visível e claro a luta de milhões de militantes em defesa do PT e da legalidade constitucional, inclusive agora contra as ações do juiz Moro, a sombra de Barbosa na continuidade da Cruzada Medieval contra o partido.

É também por demais visíveis a pífia atuação de quase todas as Direções Estaduais e Municipal, quando se omitem, se escondem das diversas e importantes manifestações da militância na campanha em defesa da legalidade, dos direitos ameaçados. Foi assim na eleição de 2014, uma das mais importantes da história política do Brasil, lavaram as mãos. E quando foram, saíram mais rápido do que um cometa, com mais medo que o cão tem da cruz.

 A presidenta Dilma, por alguns meses, após eleição, não nos deu o ar da graça. Um vácuo profundo na relação com a militância e com o povo brasileiro. Afirmar de pés juntos, coisa de (Ma) rqueteiros. Direção do partido no “Teto do Mundo” acompanhou de lá, nós os simples milhões de mortais no fogo cruzado, gritando nas ruas e avenidas, nos morros e favelas, nos grotões, contra todas as formas de golpes, e o próprio roubo do mandato.

E não me venha com papo de ninar, um absurdo à época, que a Presidenta do Brasil não deve ocupar uma Cadeia de Rádio e Televisão, uma Rede Nacional para se dirigir ao povo brasileiro. No dia do trabalhador. Errou feio, com o argumento de não ferir suscetibilidades, não atrapalhar acordos de governabilidade. A casa caiu, os golpistas do acordo vinham preparando o golpe desde o Mensalão, só a direção do PT não viu.

O PT, pelo silêncio das direções, pela ausência na organização efetiva da classe trabalhadora, em conluiu com os (Ma) rqueteiros, vai se afastando de setores importantes da sociedade brasileira, que ao contrário, tem escutado todos os dias nas rádios e redes de televisão, o convite da missa de sétimo dia da morte do partido. O PT, sobre hipótese alguma pode deixar a bancada no Congresso escolher os golpistas mais perfumados para um acordo que apenas legitima o núcleo do golpe, é uma traição à luz do dia a milhares de militantes e trabalhadores que ainda sonham com um PT de luta.  É simples assim.

Resistir é preciso, a derrota do golpe só é possível com o povo organizado, com uma direção que não vacile. O trabalhador brasileiro aguarda ansiosamente

Foto: https://www.noticias.uol.com.br

 

 

 

  Sérgio Arruda

Mais recente:COMO ESTAMOS MAL PROTEGIDOS COM NOSSAS ESCOLHAS HUMANAS

    

Ana Paula Romão      

Mais recente:MORO, ONDE NÃO MORA A JUSTIÇA

 

 Renato Uchôa 

Mais recente: MORO, ONDE NÃO MORA A JUSTIÇA 

 

Ana Liési Thurler
 Mais recente:   Percalços inescapáveis do capitalismo

 

Luiz Francisco Guil

Mais recente: ENTRE PERDIDOS E ACHADOS                       

                
 

Artigos

links

Esta seção está em branco.

OPINIÃO

A ORIGEM DA TRUCULÊNCIA

        A ORIGEM DA TRUCULÊNCIA José Alves da Silva (Professor)  A origem da classe dominante no Brasil e sua natureza ideológica é colonial escravista em todo o seu perfil, não tem outra alternativa. Mesmo que alguns possam lembrar do terrível cheiro das latrinas no oitão...

UMA QUESTÃO DE SENSIBILIDADE

  Por Ana Lúcia Alves          Dizem que sou sensível...pois vou contar onde aprendi a ser assim. Convivo a pelo menos 20 anos em hospitais cumprindo meu oficio de cuidar...e lá aprendi...Que paredes de hospitais, já ouviram preces mais sinceras e honestas do que em...

SOLIDARIEDADE NÃO SE PEDE

   Por Claudete Galli                Quero relatar um fato que ocorreu ontem quando eu estava na Vigília Lula Livre. Eu cheguei bem no momento em que o Stédile estava falando, como havia sido a visita ao Lula. Uma observação, então cada vez que o...

EM DIA DE JOGO DA COPA

  Por Igor Grabois            O Brasil é grande nos mais diversos sentidos do termo. Existem cinco países que estão, simultaneamente, entre os dez maiores PIB’s, territórios e populações. O Brasil é um deles. O maior país africano fora da África, só a Nigéria é...

ESTÃO NOS FAZENDO DE BOBOS, BRINCANDO DE DEMOCRACIA.

 Por Inês Duarte                   Não pode haver perdão ao ministro Edson Fachin. Ele traiu o povo brasileiro, traiu a democracia, a Constituição Federal e traiu principalmente ele próprio, quando deixou de cumprir a missão que se comprometeu...

AO SOM DA FOME

 Por Lúcia Costa                Eu tenho 49 anos. Desde criança via comícios, não perdia um, até onde dava. Aos 13 anos comecei a sentir vontade de entrar para a política ao ouvir aqueles homens. Eram só homens, falando bonito. Nos seus discursos...

O RECADO

Por Cleusa Slaviero        Para me apoiar  por causa do desânimo (preocupação), que me acometeu hoje, o George Mello disse: "menos expertise e mais luta, mais determinação." Ele quis dizer que as ações que realizamos na resistência, nesse momento, são mais importantes...

SOBRE A TENDÊNCIA HISTÓRICA E O FUTURO DO BRASIL

   Por Cristiano Camargo                    Toda Revolução Histórica tem um ponto de ruptura, da conjuntura anterior para a nova que surgiu pós- revolução, e que serviu de estopim para incendiar estas revoluções. Pois bem, estamos...

MARIELLE: BRASIL CHORA POR SUA MAIS NOVA MÁRTIR

Por Sérgio Botêlho           Há um mau cheiro no ar. E esse mau cheiro não vem do corpo inerte de Marielle. Esse mau cheiro vem dos seus assassinos. Esse mau cheiro vem de uma sociedade historicamente baseada em podres poderes. Negra, mulher, feminista, pobre...

TÁ FALADO

 Por Rosangela Lima              Madrugada alta e eu aqui, escrevendo textão. Pouca gente vai ler, mas é bom desabafar, então... Percebo nos olhares, nas críticas e alguns ataques, a incompreensão de muita gente do meu convívio com o fato de continuar na...

Esta seção está em branco.

Artigos

Crie um site com

  • Totalmente GRÁTIS
  • Design profissional
  • Criação super fácil

Este site foi criado com Webnode. Crie o seu de graça agora!