NOME OU "SOBRENOMES" NÃO IMPORTA, O QUE IMPORTA É A IDENTIDADE

  Por Ana Paula Romão

 

 

 

Sinto muito em decepcionar pessoas que se apegam a "brasões" familiares. Enquanto educadora instigo a problematização de um currículo não eurocêntrico e isso não significa pegar uma tesoura e retirar a Europa dos mapas, como alguns dos idealizadores da Escola sem Partido já propagam.

No Brasil, o caldo cultural aristocrático adveio da distribuição de títulos "nobres" como os que foram distribuídos com o intuito de engenhar uma elite casta: conde/condessa, marquês/marquesa e inúmeros brasões familiares. A casta não vingou, mas o status pelo "sobrenome" como algo que aproxima do título de "nobreza" se disseminou e continua mais vivo do que nunca. Herança braba da Casa Grande.

No entanto, os estudos genealógicos no Brasil pouco avançaram e quase não se tem como se saber se um sobrenome atual mesmo que de origem europeia seja ou não europeu. Isso porque em determinados períodos históricos não se sabe se o "sobrenome" veio de linhagem ou foi incorporado por vontade pessoal, homenagem a terceiros etc.

Sinceramente, não sei se meu "Romão" veio de inspiração dos "lordes" plantadores de Romãs ou foi adotado por inspiração religiosa. Se meu "Ferreira" segue uma linhagem ibérica ou em homenagem aos ferreiros da beira do Rio Sanhauá. Se sou uma mistura de Padre Cícero com Lampião, também não sei. Trabalho a minha identidade cultural pela forte presença cabocla das raízes familiares materna, meu lado indígena! Embora saiba que a mistura étnica seja grande em minha família, a cabocla prevalece!

E no Brasil quem não tem a mistura das três raças? O sobrenome de maior alcance é "SILVA", que no português arcaico significa SELVA , provavelmente, os indígenas e ou africanos cristanizados pelos jesuítas tiveram em seus "novos" batistérios o mais genuíno de todos os brasões. Sim, assim como nosso ex-presidente, toda e qualquer pessoa de sobrenome SILVA carrega em si a essência de um tipo diferenciado de brasão. O brasão genuinamente brasileiro.

 Uma das marcas da nossa resistência. E quantos de nossos afro-brasileiros possuem linhagem de nobreza e realeza? Inúmeros. Por isso, digo sempre: Viva os povos das florestas, os povos quilombolas, os povos das SELVAS. O nosso SILVA BRASIL. Viva todo e quaisquer outros sobrenomes. Viva a(s) identidade(s) cultural (is) e a identidade com o que nos une na luta por um país da diversidade. Viva Luís Inácio da Silva, Viva ao POVO brasileiro.

Foto: EBC

 

  Sérgio Arruda

Mais recente:COMO ESTAMOS MAL PROTEGIDOS COM NOSSAS ESCOLHAS HUMANAS

    

Ana Paula Romão      

Mais recente:MORO, ONDE NÃO MORA A JUSTIÇA

 

 Renato Uchôa 

Mais recente: MORO, ONDE NÃO MORA A JUSTIÇA 

 

Ana Liési Thurler
 Mais recente:   Percalços inescapáveis do capitalismo

 

Luiz Francisco Guil

Mais recente: ENTRE PERDIDOS E ACHADOS                       

                
 

Artigos

links

Esta seção está em branco.

OPINIÃO

UMA QUESTÃO DE SENSIBILIDADE

  Por Ana Lúcia Alves          Dizem que sou sensível...pois vou contar onde aprendi a ser assim. Convivo a pelo menos 20 anos em hospitais cumprindo meu oficio de cuidar...e lá aprendi...Que paredes de hospitais, já ouviram preces mais sinceras e honestas do que em...

SOLIDARIEDADE NÃO SE PEDE

   Por Claudete Galli                Quero relatar um fato que ocorreu ontem quando eu estava na Vigília Lula Livre. Eu cheguei bem no momento em que o Stédile estava falando, como havia sido a visita ao Lula. Uma observação, então cada vez que o...

EM DIA DE JOGO DA COPA

  Por Igor Grabois            O Brasil é grande nos mais diversos sentidos do termo. Existem cinco países que estão, simultaneamente, entre os dez maiores PIB’s, territórios e populações. O Brasil é um deles. O maior país africano fora da África, só a Nigéria é...

ESTÃO NOS FAZENDO DE BOBOS, BRINCANDO DE DEMOCRACIA.

 Por Inês Duarte                   Não pode haver perdão ao ministro Edson Fachin. Ele traiu o povo brasileiro, traiu a democracia, a Constituição Federal e traiu principalmente ele próprio, quando deixou de cumprir a missão que se comprometeu...

AO SOM DA FOME

 Por Lúcia Costa                Eu tenho 49 anos. Desde criança via comícios, não perdia um, até onde dava. Aos 13 anos comecei a sentir vontade de entrar para a política ao ouvir aqueles homens. Eram só homens, falando bonito. Nos seus discursos...

O RECADO

Por Cleusa Slaviero        Para me apoiar  por causa do desânimo (preocupação), que me acometeu hoje, o George Mello disse: "menos expertise e mais luta, mais determinação." Ele quis dizer que as ações que realizamos na resistência, nesse momento, são mais importantes...

SOBRE A TENDÊNCIA HISTÓRICA E O FUTURO DO BRASIL

   Por Cristiano Camargo                    Toda Revolução Histórica tem um ponto de ruptura, da conjuntura anterior para a nova que surgiu pós- revolução, e que serviu de estopim para incendiar estas revoluções. Pois bem, estamos...

MARIELLE: BRASIL CHORA POR SUA MAIS NOVA MÁRTIR

Por Sérgio Botêlho           Há um mau cheiro no ar. E esse mau cheiro não vem do corpo inerte de Marielle. Esse mau cheiro vem dos seus assassinos. Esse mau cheiro vem de uma sociedade historicamente baseada em podres poderes. Negra, mulher, feminista, pobre...

TÁ FALADO

 Por Rosangela Lima              Madrugada alta e eu aqui, escrevendo textão. Pouca gente vai ler, mas é bom desabafar, então... Percebo nos olhares, nas críticas e alguns ataques, a incompreensão de muita gente do meu convívio com o fato de continuar na...

A MULHER E O VOTO

Por Inês Duarte          Não é de hoje que as mulheres possuem a disposição de lutar por respeito, igualdade de direitos, reconhecimento de seu papel, não apenas na sociedade, mas também, junto ao parceiro, como geradora de filhos, de gerações e que traz consigo o...

Esta seção está em branco.

Artigos

Crie um site com

  • Totalmente GRÁTIS
  • Centenas de templates
  • Todo em português

Este site foi criado com Webnode. Crie um grátis para você também!