NO BRASIL SÓ EXISTE UMA CLASSE DE PURO SANGUE...

 Por Paulo Carneiro       

 

 

A esmagadora maioria do povo brasileiro é composta de uma grande miscigenação, foram vários os componentes que resultaram na composição étnica do povo brasileiro. Quando do início de nossa colonização, vieram os degredados, para dar início a ocupação do espaço geográfico enorme.

Logo os Índios entraram na composição de nossa formação, foram várias etnias conquistadas e incorporadas ao contesto social de norte a sul. Em seguida, os africanos vieram se somar ao contingente já existente. Vieram aos milhares, milhões e aos poucos foram se tornando maioria, mas não demorou muito, para que houvesse as misturas étnicas, também com estes, que acabaram contribuindo para formar o maior contingente de nossa população.

Os europeus, que no início se restringiram ao povo português, passaram a também virem, de outros países logo que se deu a assinatura da Lei Áurea. Italianos, alemães, finlandeses etc., foram chegando e mesmo com muita resistência de suas partes, acabaram por se misturarem aos demais.
Asiáticos também vieram em grande número, estes com sua cultura e aparência inconfundível, foi ainda mais resistente à miscigenação, mas, também, não resistiram aos encantos e atrações da miscigenação, acabaram por se incorporar de alguma forma. Outros povos em menores números, vindos dos quatro cantos do planeta, também foram absorvidos e incorporados ao povo brasileiro.

Cada povo trouxe consigo sua cultura, seus costumes e estes componentes contribuíram para a formação da cultura do nosso povo. Alguns hábitos, alguns destaques culturais, se instalaram diferentemente por toda a extensão do país, mas o idioma e a índole predominante se fundiram formando a extensa e diversificada cultura brasileira.

Desta mistura se diferenciaram diversas camadas sociais, no entanto, em comum entre todas persiste a miscigenação, exceto em uma – a elite brasileira.
Esta sem dúvida é formada por uma só etnia. São, de fato, muito diferentes dos demais, mesmo aqueles que subiram de classe social, “purificaram” seu sangue ao adentrar a essa classe social.

A elite brasileira tem uma barreira intransponível para não se misturar. Resiste a toda forma de mudanças em seus domínios, usam como elemento de purificação o preconceito e como profissão de fé o antipatriotismo, por esta razão, podemos afirmar sem receio de erros, que a elite brasileira é composta de puros de sangue. Puro sangue vira-latas!

Crie um site com

  • Totalmente GRÁTIS
  • Design profissional
  • Criação super fácil

Este site foi criado com Webnode. Crie o seu de graça agora!