Ninguém se perde na volta, e na luta

                                                                                                                                                             
                                                                                                                                                                  Por Zurene Manique
Há tempos venho protelando abordar um tema, mas decidi fazê-lo para que a direita encerre de uma vez por todas piadas e comentários vulgares que sequer merecem ser mencionados. Referem-se à sexualidade da autoridade máxima de nossa nação. Primeiro, é um assunto de foro íntimo que só diz respeito a ela mesma. Mas já que insistem na questão tecerei algumas considerações. Quem se ocupa da vida sexual alheia certamente deve estar passando por disfunção erétil, frigidez e/ou outros distúrbios similares.
Machos qualificarem Rousseff com palavras imundas é inaceitável, porém há de se considerar que os trogloditas seguem a cartilha do congressista mais abjeto. Contudo, mulheres tacharem Dilma com epítetos sexistas é falta de caráter e reprodução de um comportamento machista. Por outro lado isto é tudo que têm para falar da primeira mulher eleita Presidenta do Brasil? "A história ainda vai dizer quanto da violência contra a mulher, quanto de preconceito contra a mulher tem nesse processo de impeachment golpista".
Dilma afirma: "Não existe nenhum ato ilícito praticado por mim, não paira contra mim nenhuma suspeita de desvio de dinheiro público". A petista disse que o que está em jogo no processo é "O respeito às urnas, a vontade soberana do povo brasileiro e à Constituição".
A Presidenta afastada afirmou, também, que o processo partiu de uma oposição "inconformada" com o resultado das eleições e que passou a "conspirar abertamente" pelo seu afastamento. "Tenho sido alvo de intensa e incessante sabotagem. O objetivo evidente tem sido me impedir de governar." "A população saberá dizer não ao golpe. Aos brasileiros que são contra o golpe, faço um chamado: mantenham-se mobilizados, unidos e em paz. A luta para democracia não tem data para terminar. E nós vamos vencer".
 O Golpe de Estado foi articulado pela direita, apoiado pela mídia sobretudo - globo e record - e referendado pelo judiciário mais injurioso dos últimos tempos. Haveremos de trazê-la de volta, Presidenta. Nós, mulheres de Esquerda, não reconhecemos a legitimidade dessa quadrilha que se apossou do Palácio da Alvorada e se diz "governo".
Sempre que possível estaremos nas ruas participando ativamente de manifestações contra este golpe sórdido. Só nos afastamos de atos públicos porque além de termos de exercer uma atividade profissional, também somos do lar para embalar nossos filhos e viver uma relação verdadeira de cumplicidade com nossos companheiros.
E nossa beleza se revela através de nosso empoderamento e sororidade, pois, de acordo com nossa Presidenta, "nós temos uma força que não se confunde com a brutalidade. A nossa força não está em sermos ferozes, em sermos irascíveis, raivosas. A nossa força está em sermos lutadoras, guerreiras e extremamente sensíveis e capazes de amar, até porque temos essa imensa capacidade que é dar a vida".
Não nos prestamos para ser bibelô do marido usurpador do cargo de quem elegemos LEGITIMAMENTE nas urnas. Somos mulheres de conteúdo e compartilhamos no mesmo nível de igualdade com nossos companheiros todas as nossas lutas e batalhas. AVANTE, Dilma Rousseff, todas as pessoas de bem e do Bem deste país estão contigo! Nenh
 

  Sérgio Arruda

Mais recente:COMO ESTAMOS MAL PROTEGIDOS COM NOSSAS ESCOLHAS HUMANAS

    

Ana Paula Romão      

Mais recente:MORO, ONDE NÃO MORA A JUSTIÇA

 

 Renato Uchôa 

Mais recente: MORO, ONDE NÃO MORA A JUSTIÇA 

 

Ana Liési Thurler
 Mais recente:   Percalços inescapáveis do capitalismo

 

Luiz Francisco Guil

Mais recente: ENTRE PERDIDOS E ACHADOS                       

                
 

Artigos

links

Esta seção está em branco.

OPINIÃO

Estratégia, onde estais?

      Por Paulo Carneiro Aonde está a estratégia do pós GOLPE? Alguém sabe me dizer, qual foi a estratégia da Dilma, do PT, ou de quem quer que seja, antes do golpe, para impedir o GOLPE? Pois é, eu, estou aqui no Facebook, há anos, sempre defendendo a legalidade, sempre alertando...

Tchau

                                Por Mirian Mantovani Tchau, Querida!    Tchau, Cultura!      Tchau, Cotas!        Tchau, Índios!        ...

Esta seção está em branco.

Artigos

Crie um site com

  • Totalmente GRÁTIS
  • Design profissional
  • Criação super fácil

Este site foi criado com Webnode. Crie o seu de graça agora!