Atiçaram o formigueiro, Dilma volta, não tem arrego!

 

  Por Consuelo Maria da Consolação Cerqueira

                                                                                                                                                                                                                                                                                                                    Batidas de panelas, gritos, buzinas vindos da rua! Foi esse o usual ícone do “Fora Dilma”, a recém-apeada do poder. Foi, por uns tempos, a batucada que acompanhava as suas esparsas falas à nação pela TV. A expressão de um povo esnobe, dos da elite ou dos que se consideram tal e que andaram, há tempinhos, sumidos, desde o trágico 17/04. O dia da vergonha nacional e internacional, quando as vísceras do país ficaram expostas. E se não bastasse, envergonhados mais ainda, com a Corja que assaltou o país. Levantar a cabeça pode?

Como panelaços? Dilma!? No segundo seguinte, o clarão. Liguei a TV e corri os canais e, então, deparo-me com o coisa ruim, o Interino, rosnando na comparsa Globo. No trono, como uma majestade. E os sacanas, hipócritas, disfarçados de democratas e civilizados ao pé, em papo de comadres.

Abro, esbaforida, a janela. E, para a minha incredulidade, a barulhada invade a sala: gritos, buzinas, panelaços. “Fora Golpista!” “Bandido!” “Ladrão!” Mas, assim, tão cedo, há quatro dias de Poder? Uma lufada de gozo percorre as espinhas. Saindo do casulo. Pois certo é que, como eu, muita gente, em tempos recentes, quando se postavam em suas varandas aos urros de "Fora Dilma", "Corrupta!" "Bandida!", ficava emudecida, imersa nos seus medos, triste, apavorada, raivosa, recolhida.

Ora, bater panelas virou signo de direita. Vi que aí tinha coisa!  Sempre, nesses momentos de expressos analfabetismos políticos, em ato contínuo, cerrava as janelas, munia-me de protetores auriculares e sofria à termo. Verdade que Dilma já agonizava, há tempos, engolida na governança, com essa quadrilha que se instalara no parlamento e, se muito fosse pouco, agarrada às políticas nefastas de Levy e à inércia de Cardozo e, muito pior ainda, deixando seus apoiadores no mais absoluto suspense e agonia, pois em silêncio, por bons tempos. Mas, contrapondo-se a isso, nas redes, sites, blogs, ao contrário, impetrava-se a mais aguerrida luta em defesa da democracia, da permanência do governo e de suas redes de amparo social.

Em sintonia com os interesses da geopolítica americana, dos Mercados, seus financiadores, e, através dos bons informantes, hoje estabelecidos gatunamente no Poder, e com outros tantos com ficha criminal, e usando tática de guerra, ou a pressa dos bandidos no assalto, já no raiar do dia 12/05, assaltam a presidência e começam os bombardeios.

E o país vai assistindo a decapitação de seu Estado e de sua democracia e a imposição de uma agenda conservadora, reacionária, misógina, repleta de retrocessos e ameaças aos direitos dos trabalhadores, à diversidade, eivada de preconceitos de toda ordem. Para espanto até de coxinhas, vão detonando o país. De onde vem essa ousadia e poder?  Ministérios e secretarias que protegiam a sociedade civil evaporam-se. E, pasme-se, é ressuscitada a Secretaria de Segurança Institucional, com status de Ministério, da natureza das ditaduras, uma assessoria militar e de segurança. Tem recado:  repressão aos movimentos socais, que, desde a radicalização das investidas, incansavelmente, tomaram as ruas, as instituições.

Pois é, nesse domingo, as vaias vieram também de redutos coxinhas, o que nos apontam, junto a outras manifestações recentes, como a dos artistas no importante Festival de Cannes, até para uma possibilidade de execração pública desses salteadores, antes que os financiadores do golpe empanturrem os bolsos com os leilões e façam a festa, pois a farra da privatização está à solta. Ainda bem que há o contraditório na sociedade civil. A politização se faz à medida que avançam nas manifestações. E, junto o PIG, aliados do Golpe, vão caindo em descrédito. Assim a imensa maioria, ainda massacrada pela luta cotidiana da sobrevivência, vai se politizando.

Certo que, na história do Brasil, até antes do surgimento do PT, que nasce das lutas dos trabalhadores, num movimento de baixo para cima, os grandes movimentos sociais e políticos, que o antecederam, ao contrário, vieram de cima para baixo. Essa elite, portanto, com referência de povo bestializado, no dizer de Aristides Lobo quando da proclamação da República ou massa apenas espectadora, indiferente, como corrobora Sérgio Buarque em “As Raízes do Brasil”, não esperava que parte do povo, hoje, midiotizado pelo PIG, seus aliados de Golpe, também pudesse se despertar. Ledo engano.   

Acrescente-se a isso os ativistas em abundância nas redes sociais, os dos blogs, dos sites independentes, alternativos, trazendo à tona as verdades ocultas, as notícias, revelando as trapaças, desnudando os nós da política, ampliando e democratizando o debate contínuo de ideias, aí na correlação de força com a grande mídia. E plantando dá. E a condenação do Golpe no mundo e o não reconhecimento desse governo por entidades de trabalhadores e pelos países com relações diplomáticas e comerciais e entidades nacionais e internacionais.

 E num crescente de esperança, o povo avança nas ruas e nos atos. E a cada ato as massas estão chegando com seu Fora Temer!

O Fantástico do domingo, com o interino, sem audiência, é prova disso. Ora, se o Brasil sempre foi celeiro de sociedade civil organizada, que tem parte expressiva do povo politizada, com uma população que já vivera a experiência da democracia e milhares experimentaram a proteção social no amparo, no melhor viver, como tolerar retirada de direitos, limitação da liberdade? Surpresas nos esperam mais.

“Pois é, inacreditável constatar que coxinhas e neoliberais que abarrotavam as varandas gourmets de seus prédios para blasfemar “Fora Dilma!”, agora, desses mesmos e de outros ouviremos mais vezes, com certeza "Fora Temer"! Golpistas!

Então, não tem arrego, volta Dilma, volta Lula! À Reforma Política já! 

 

 

 

  Sérgio Arruda

Mais recente:COMO ESTAMOS MAL PROTEGIDOS COM NOSSAS ESCOLHAS HUMANAS

    

Ana Paula Romão      

Mais recente:MORO, ONDE NÃO MORA A JUSTIÇA

 

 Renato Uchôa 

Mais recente: MORO, ONDE NÃO MORA A JUSTIÇA 

 

Ana Liési Thurler
 Mais recente:   Percalços inescapáveis do capitalismo

 

Luiz Francisco Guil

Mais recente: ENTRE PERDIDOS E ACHADOS                       

                
 

links

Esta sección está vacía.

OPINIÃO

SOBRE A TENDÊNCIA HISTÓRICA E O FUTURO DO BRASIL

   Por Cristiano Camargo                    Toda Revolução Histórica tem um ponto de ruptura, da conjuntura anterior para a nova que surgiu pós- revolução, e que serviu de estopim para incendiar estas revoluções. Pois bem, estamos...
+

MARIELLE: BRASIL CHORA POR SUA MAIS NOVA MÁRTIR

Por Sérgio Botêlho           Há um mau cheiro no ar. E esse mau cheiro não vem do corpo inerte de Marielle. Esse mau cheiro vem dos seus assassinos. Esse mau cheiro vem de uma sociedade historicamente baseada em podres poderes. Negra, mulher, feminista, pobre...
+

TÁ FALADO

 Por Rosangela Lima              Madrugada alta e eu aqui, escrevendo textão. Pouca gente vai ler, mas é bom desabafar, então... Percebo nos olhares, nas críticas e alguns ataques, a incompreensão de muita gente do meu convívio com o fato de continuar na...
+

A MULHER E O VOTO

Por Inês Duarte          Não é de hoje que as mulheres possuem a disposição de lutar por respeito, igualdade de direitos, reconhecimento de seu papel, não apenas na sociedade, mas também, junto ao parceiro, como geradora de filhos, de gerações e que traz consigo o...
+

QUEM FOI LUCIANA DE ABREU?

 Por Carla Kunze            Não há o que comemorar hoje. Há apenas do que reclamar. A crise provocada pelos golpistas está atingindo principalmente as mulheres. Seja porque elas hoje são as provedoras das suas famílias e o desemprego as atingiu muito mais do...
+

MEXEU COM LULA, MEXEU COM A GENTE

 Por Inês Duarte          Estão divulgando nas redes sociais a possibilidade das manifestações em POA tornarem a cidade num campo de batalha. Não por nossa gente, não pelas forças progressistas, mas pelas forças do retrocesso da civilização. Eu e todos que partem do...
+

A VIDA É BELA

Por Francisca Frida             Hoje me sinto um pouco mais forte e quero lhes contar um fato só para que vocês vejam até que ponto chega a maldade humana... Algumas vezes eu disse aqui que tinha vontade de ir para outro planeta, e que os seres humanos me...
+

REFLEXÕES SOBRE O SUICÍDIO

   Por Márcia Tigani     Encerro meu dia com reflexões sobre o tema de hoje no facebook: o suicídio. Aliás esse é tema do dia à dia, muito embora as pessoas o neguem, finjam não enxerga-lo, passem a bola para os " coletivos", digam que é " coisa pra psicólogo, psiquiatra e...
+

NÃO É SOMENTE LULA QUE CONDENAM, É A TODA UMA NAÇÃO

  Por Inês Duarte              Não tenho mais o que dizer, meu coração está congelado de tanta tristeza. Lula é vítima da maldade humana, vítima do egoísmo, da desonestidade, da cegueira e do ódio de pessoas que optaram em ser ruins com uma única finalidade:...
+

NOTA DE REPÚDIO DA UFPB

  A Reitoria da Universidade Federal da Paraíba (UFPB) vem reiterar sua indignação e manifestar repúdio à ação de condução coercitiva de dirigentes da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG), em operação que apura supostos desvios na construção do Memorial da Anistia. Em 6 de dezembro, o...
+

es-Notícias

O Golpista

                                                                                    ...
Leer más

Eu acredito é na luta

                                                                                   ...
Leer más

O recado

                                                                                   ...
Leer más

AO PREFEITO ARTUR NETO

                                                                                    ...
Leer más

Olá amigos/as

                                                                                   ...
Leer más

RESPOSTA À DIREITA E AO PIG

                                                                                   ...
Leer más

ACREDITAMOS NO BRASIL!

                                                                                   ...
Leer más

Artigos