DONA MARISA

 Por Ana Paula Romão (Educadora)     

 

 

Hoje acordei inquieta com as provocações da deusa Mnemosine. Minhas memórias pareciam se impor diante do tempo presente. Início dos anos 90, precisamente, em 1992, ainda adolescente fiquei grávida de minha primeira filha, a Carol.

Como historiadora poderia dizer que se tratou de um ano histórico, ano do FORA COLLOR, do Movimento dos Caras Pintadas, o Lindbergh Farias na cabeça do movimento (muito orgulho do meu conterrâneo, na época ele era do PC do B), o ressurgimento de importantes mobilizações de massa e que causou uma efervescência pulsante no movimento estudantil, para que este voltasse a ser protagonista das grandes transformações políticas.

Impossível não se colocar, enquanto militante do movimento estudantil secundarista, e aí vem as lembranças das reuniões, da ajuda na elaboração dos panfletos, das panfletagens, das pichações, do teatro de rua, performances de ativistas pertencente a tudo quanto é tribo juvenil! Ainda, das inúmeras reuniões de avaliação, das brigas Boas, e a cada passeata, o levantamento das questões problematizadas: O movimento é nosso, mas a mídia (leia-se Globo e Veja) está pegando carona.

O que fazer? Como conseguir envolver esses jovens em processos de formação política? Será que a gente vai conseguir fazer grandes projetos culturais, como os CPCs da UNE? Será que dessa vez, o Brasil vai eleger um Governo do povo tendo um primeiro presidente operário e nordestino, que vai poder olhar para os excluídos?

O maior sabor de 1992, ou talvez da minha experiência terrena não veio da condição de ser militante, mas do nascimento da minha Carolzinha, naquele ano, da complexidade que envolve a maternidade, os medos que tive, a turbulência das modificações do corpo e da alma...E foi nesse mesmo ano que ouvi falar da d. Marisa Leticia, alguns militantes sindicais diziam que "por trás de um grande homem, sempre tinha uma grande mulher" e, evidente, que já tinha repulsa por esse tipo de expressão.

E quis saber mais sobre àquela mulher que havia escolhido está ao lado de uma grande liderança oriunda do meio sindical, ambiente bastante machista, por sinal. Fiquei sabendo que a ideia da estrela branca na bandeira vermelha foi de d. Marisa, pois para a juventude petista gaúcha eles queriam a estrela amarela, que havia uma simbologia vermelho e amarelo, com as cores comunistas.

Mas, a sacada de d. Marisa havia sido uma das mais importantes, o destaque tem que ser a ESTRELA! E, também, foi dela essa expressão: "ESTRELA É PRA BRILHAR". Eu nunca parei de dizer essa frase! Digo para minha filha e filho e digo para meus queridos estudantes.

Estou indignada com a odiosidade de quem deseja outra coisa, que não seja a plena recuperação de d. Marisa. Por favor, aprendam, aprendam com D. MARISA: ESTRELA É PRA BRILHAR e como diz a música "gente é prá brilhar e não prá morrer de fome"! #ForçaDMarisa

Parte superior do formulário

Curtir

 

  Sérgio Arruda

Mais recente:COMO ESTAMOS MAL PROTEGIDOS COM NOSSAS ESCOLHAS HUMANAS

    

Ana Paula Romão      

Mais recente:MORO, ONDE NÃO MORA A JUSTIÇA

 

 Renato Uchôa 

Mais recente: MORO, ONDE NÃO MORA A JUSTIÇA 

 

Ana Liési Thurler
 Mais recente:   Percalços inescapáveis do capitalismo

 

Luiz Francisco Guil

Mais recente: ENTRE PERDIDOS E ACHADOS                       

                
 

Artigos

links

Esta seção está em branco.

OPINIÃO

MAIS RESPEITO

 Por Francisca Frida      Vou falar para algumas "lideranças" que estão achando que podem descartar e substituir Lula. Olha só, deixa eu contar procês de como eu vi o início do governo Lula porque eu estava lá: Sabe por que Lula conseguiu implantar os planos e ações...

O TRISTE ADEUS

  Por   Carla Carretta Kunze         Desde o falecimento de meu irmão Nelson Kunze Filho, no dia 5 deste mês, não consegui escrever mais nada, tamanha a tristeza e ódio que tomaram meu coração e minha mente. Pois hoje me deparo com esse relato da amiga...

DESABAFO!

 Por Ângela Teixeira            Depois de uma noite mal dormida, ficar a madrugada toda acordada...levantei deprimida e sem consegui conter as lágrimas. Sou brasileira de coração, no que eu puder defenderei o meu País, mas não sei...talvez seja um mal de todo o...

ESCULACHOS

 Por Isabel Lustosa          Não gosto dos tais "esculachos" contra pessoas, sejam elas quem forem, até mesmo bandidos. O sujeito está ali sozinho, indefeso, ou apenas com sua família e alguém, justa ou injustamente revoltado parte para o ataque, gritando ofensas ou...

PARA O QUÊ VALE O TSE?

 Por Cleusa Slaviero     O vexame é descomunal. Pagamos altos custos pra manter essa estrutura a qual parece não fazer o seu trabalho e expõe os eleitores e o país ao ridículo. Mais uma prova de que as Instituições não funcionam, coisa nenhuma.  O TSE aprova todas as...

O GOLPE MIDIÁTICO, JURÍDICO, PARLAMENTAR

                                                     Por Zenn Bell     Foi contra o Brasil. Na forma de um impítimam forjado e ilegítimo para destituir a...

O JOÃO SEM BRAÇOS DO GOLPE

                                                           Por Kátia Fadel     Engana-se quem pensa que o prefeito JOÃOTRABALHADOR está...

QUE MULHER ADMIRÁVEL!

 Carlos Henrique Machado Freitas          Vendo esse monte de homem frouxo, pegos em corrupção se derretendo de chorar e se borrar depois de darem espetáculos de arrogância e traição com uma mulher honrada como Dilma.   Massacrada pela mídia mais pistoleira do...

Esta seção está em branco.

Artigos

Crie um site com

  • Totalmente GRÁTIS
  • Centenas de templates
  • Todo em português

Este site foi criado com Webnode. Crie um grátis para você também!