CAPITULAÇÃO

  Por Sérgio Arruda     

 

 

 Ainda que contrariada. Quem como eu tem DNA por vir da primeira metade do século passado, deve estar em situação semelhante. Sinto-me como defrontando o imponderável. Como um tsunami, uma erupção violenta de vulcão. Vi, no trilhar de minha vida, os altos e baixos, vermes políticos de cores variadas, raros probos e muitos vorazes por suas causas pessoais.

Vivi a banda de música da UDN com cáusticos e enganosos bacharéis a pregar contra Getúlio até sua morte e se refugiarem após. Vi e cri em pregação de um Jânio que em crise de 'delirium tremens' acreditou em sua visão de forças terríveis.

 Vi uma nesga nos céus a permitir que uma pregação de cunho humano como foi Jango, que tinha assessoria respeitável e vi, para meu máximo desencanto, a vergonhosa adesão das "nossas" ditas fardas brasileiras aderirem com malas e bagagens à bandeira dos EUA em 1964 (apesar da dúvida legitima de TODOS estarem como o Kruel, sob suborno). Mas em todas as articulações havia ao menos uma projeção, mesmo falsa, de que pretendiam o bem do Brasil.

 Senti vergonha de ter o chulé dos políticos brasileiros - FHC - envergonhar a todos com sua entrega do país. Já nem esperava muito e por defesa de saúde, estava me alienando e sem pensar na vida nacional. Mas, nisso, surgiu a figura de Lula. Impressionei-me com seu tirocínio desde sua campanha ao governo de São Paulo, quando frente aos "doutores" Maluf ou Montoro, venceu em intelecto e sinceridade.

E em sua carreira chegou a presidência quando mostrou-se de corpo e alma como raro brasileiro em sua altivez que corrigiu o conceito de capacho deixado pelo nefando que o antecedeu. Vi pela glorificação de seu governo que o povo gosta do Brasil, de verdade e não como os mercenários fardados. Mas, como disse no início, veio como vingança do capital internacional o tsunami que se expressou na infame campanha do golpe atual.

Tudo começou com planejamento hábil. Sutilmente os EUA formaram um juizeco nas artes de sabotador, via CIA/FBI, em paralelo ao mercenarismo que encantou os togados que se venderam pelo canto de sereia da FIESP em que Circe era o skafajeste . Foi uma hecatombe. Sob coordenação competente o maestro Tio Sam dirigiu a mídia que fez papel de 'spalla' e todo o organograma seguiu.

Vi e vimos todos, insolentes juízes se apossarem de salários imorais seguidos de procuradores, deputados e senadores como saqueadores na pilhagem e satisfeitos todos porque se despediam da falsa moralidade que fingiam ter. Era mesmo a despedida de tudo porque tudo o que sobrou no pós FHC seria desta feita entregue... Não só empresas de base como estaleiros e de construção que tinha a seu cargo submarino e outras que sustentavam meios para a Petrobrás e já se mirando no BB e mais pilares que sustentavam o país.

Se fez o fim da HONRA, de sentimentos vis como PÁTRIA, de DECÊNCIA de mais predicados que antes tinham alinhamento a VALOR. Visto que no rescaldo desse incêndio em que nada se fez para conter, ainda há os que estão sem constrangimento catando o lixo semi queimado para sua promoção, como um militar que deve honrar seu grupo pelo fascismo, um picolé e uma doriana. Democraticamente, só me vem uma frase atribuída a Cristo e que me serve de despedida - MEU REINO NÃO É DESTE MUNDO...

Foto: Correio Popular

 

  Sérgio Arruda

Mais recente:COMO ESTAMOS MAL PROTEGIDOS COM NOSSAS ESCOLHAS HUMANAS

    

Ana Paula Romão      

Mais recente:MORO, ONDE NÃO MORA A JUSTIÇA

 

 Renato Uchôa 

Mais recente: MORO, ONDE NÃO MORA A JUSTIÇA 

 

Ana Liési Thurler
 Mais recente:   Percalços inescapáveis do capitalismo

 

Luiz Francisco Guil

Mais recente: ENTRE PERDIDOS E ACHADOS                       

                
 

Artigos

links

Esta seção está em branco.

OPINIÃO

UMA QUESTÃO DE SENSIBILIDADE

  Por Ana Lúcia Alves          Dizem que sou sensível...pois vou contar onde aprendi a ser assim. Convivo a pelo menos 20 anos em hospitais cumprindo meu oficio de cuidar...e lá aprendi...Que paredes de hospitais, já ouviram preces mais sinceras e honestas do que em...

SOLIDARIEDADE NÃO SE PEDE

   Por Claudete Galli                Quero relatar um fato que ocorreu ontem quando eu estava na Vigília Lula Livre. Eu cheguei bem no momento em que o Stédile estava falando, como havia sido a visita ao Lula. Uma observação, então cada vez que o...

EM DIA DE JOGO DA COPA

  Por Igor Grabois            O Brasil é grande nos mais diversos sentidos do termo. Existem cinco países que estão, simultaneamente, entre os dez maiores PIB’s, territórios e populações. O Brasil é um deles. O maior país africano fora da África, só a Nigéria é...

ESTÃO NOS FAZENDO DE BOBOS, BRINCANDO DE DEMOCRACIA.

 Por Inês Duarte                   Não pode haver perdão ao ministro Edson Fachin. Ele traiu o povo brasileiro, traiu a democracia, a Constituição Federal e traiu principalmente ele próprio, quando deixou de cumprir a missão que se comprometeu...

AO SOM DA FOME

 Por Lúcia Costa                Eu tenho 49 anos. Desde criança via comícios, não perdia um, até onde dava. Aos 13 anos comecei a sentir vontade de entrar para a política ao ouvir aqueles homens. Eram só homens, falando bonito. Nos seus discursos...

O RECADO

Por Cleusa Slaviero        Para me apoiar  por causa do desânimo (preocupação), que me acometeu hoje, o George Mello disse: "menos expertise e mais luta, mais determinação." Ele quis dizer que as ações que realizamos na resistência, nesse momento, são mais importantes...

SOBRE A TENDÊNCIA HISTÓRICA E O FUTURO DO BRASIL

   Por Cristiano Camargo                    Toda Revolução Histórica tem um ponto de ruptura, da conjuntura anterior para a nova que surgiu pós- revolução, e que serviu de estopim para incendiar estas revoluções. Pois bem, estamos...

MARIELLE: BRASIL CHORA POR SUA MAIS NOVA MÁRTIR

Por Sérgio Botêlho           Há um mau cheiro no ar. E esse mau cheiro não vem do corpo inerte de Marielle. Esse mau cheiro vem dos seus assassinos. Esse mau cheiro vem de uma sociedade historicamente baseada em podres poderes. Negra, mulher, feminista, pobre...

TÁ FALADO

 Por Rosangela Lima              Madrugada alta e eu aqui, escrevendo textão. Pouca gente vai ler, mas é bom desabafar, então... Percebo nos olhares, nas críticas e alguns ataques, a incompreensão de muita gente do meu convívio com o fato de continuar na...

A MULHER E O VOTO

Por Inês Duarte          Não é de hoje que as mulheres possuem a disposição de lutar por respeito, igualdade de direitos, reconhecimento de seu papel, não apenas na sociedade, mas também, junto ao parceiro, como geradora de filhos, de gerações e que traz consigo o...

Esta seção está em branco.

Artigos

Crie um site com

  • Totalmente GRÁTIS
  • Centenas de templates
  • Todo em português

Este site foi criado com Webnode. Crie um grátis para você também!