O estuprador e o lado indecente da história

Por Renato Uchôa (Educador)

O estupro é um crime hediondo. E quando 56 mulheres, muito mais, agredidas barbaramente. Espedaçadas, um corte profundo de corpo e alma em um festival de terror. Um monstro só. Que deixa marcas pelo resto da vida. Destroi a vida, as vidas, os casais. Mais de uma década de violência contra a mulher. Um branco de dente branco cintilante por completo, de mente suja e covardia. Mas... De conta bancária obesa para pegar o beco escuro no pinote. No crachá, a assinatura do ministro do Supremo Gilmar Mendes: habeas corpus. Uma indecência jurídica para o estuprador passear no Líbano. Não foi um pobre trabalhador de um bairro empoeirado, ou enlameado e cheio de pulgas que estuprou todas essas mulheres. Não foi José, não foi o João.., ninguém do crack e das ruas da amargura, que Raquel Sheherazade prega o tirado da pele em vida, do corpo todo, depois a vida. Não foi um adolescente. O estuprador foi Roger Abdelmassih. Em 1968 recebeu o diploma de médico na respeitada Universidade Estadual de Campinas. Oficialmente, em quatro paredes, porta lacrada, para fluir os instintos animalescos que as Academias do Saber no mundo inteiro não conseguem se antecipar. Sinalizam durante os oito anos de curso, pelo comportamento de deuses assépticos, conservadores, preconceituosos, nutrem uma repulsa aos pacientes pobres, ao contrário no atendimento aos da classe. O que explica o ódio mortal que têm aos médicos cubanos na prevenção e na cura rente com o suor do povo. Existem milhares de médicos no Brasil que dignificam a profissão, não obstante as condições desfavoráveis. Roger não foi para o tronco, nem Aécio, Bolsonaro, Malafaia, Aloyso Nunes, Cunha , Renan, nem muito menos a Gangue do Metrô, e tantos milhares de outros criminosos( com ou sem mandatos) que desfilam e destilam crimes repulsivos contra todos e contra tudo. Todos os dias. Eles têm consciência de classe, da defesa deles. Até muito mais nos crimes que acobertam. Ao contrário de nós. Vez por outra um deles estupra a filha do outro, casamento suntuoso, fica tudo na Casa Grande. As empresas se fundem. Cleidenilson, o assaltante, não teve a mesma sorte de Roger, o último espancado até a morte em São Luís/MA. Levou de prêmio para outra vida 278 pancadas no corpo, o número da pena de Roger. Insignificante para o ministro Gilmar Mendes, as mulheres terem suas vidas roubadas, a dor do corpo, o risco feito em cada uma delas, quando o soltou. Ofereceu a Lei de braços abertos ao médico-monstro. Os relatos assustam e nos revoltam. A especialidade da ciência médica, oferecida gratuitamente em uma Universidade Pública, para romper um juramento, o de cuidar da vida, fazer nascerem os sonhos de o casal ter um bebê. Em qualquer estado do Brasil existem psicopatas, estupradores, traficante de órgãos, bandidos de alta periculosidade usando o estetoscópio e o bisturi. Alguns tantos estupram mulheres. Outros vivem para estuprar a Constituição Brasileira. É o lado abjeto e putrefato da justiça. O prêmio para os crimes deles: aposentadoria. Os relatos nos levam a tragédia: “Ele me agarrou e beijou à força. Eu estava lúcida. Eu estou me sentindo emocionada pelas meninas, mas é alívio. É difícil encarar um homem que fez o que fez com essas pacientes." “Eu tive uma crise de cólica renal, e meus pais me levaram para Campinas, no INPS da época. Eu fui atendida por ele [Roger], que me encaminhou para o hospital e fez a internação. Já no consultório, ele foi me ajudar a deitar, e eu senti que ele estava excitadíssimo. Fiquei assustada, mas achei que fosse algum aparelho de médico. Fui internada e só ele entrava no quarto. Ele não deixa ninguém mais ser internada junto comigo. Só deixou uma mulher cega e disse que ele era esperto. Ele erguia minha roupa, me manipulava. Eu estava de sonda, com soro nos dois braços. Ele sugava..." Roger aos 28 anos, como médico-residente, atuava livremente em instituições públicas, e ninguém, absolutamente ninguém o impediu. Existe um tanto de conivência e silêncio nos hospitais por aí. Condenado em 2010 a 278 anos de prisão, pelos 48 estupros, devem ter sido milhares, vez que sedava as vítimas. Eis que surgiu das trevas o especialista do direito, com um currículo invejável no desenho do habeas corpus. Gilmar voa com os tucanos faz décadas, é do lado escuro das catacumbas golpistas. Foi Advogado-Geral da União no Governo Fernando Henrique Cardoso no período de 1995-2003. Depois um voo à presidência do Supremo. O vínculo a FHC vem de longe, tem uma anilha na perna. O ministro Gilmar Mendes, é fato, tem uma tendência a soltar a escória brasileira. Banqueiro criminoso não esquenta a cadeira. O assassino Reginaldo Pereira Galvão, matador sanguinário da missionária Dorothy Stang. O ministro Gilmar Mendes é o mesmo que chocou por vários meses a fonte da corrupção no Brasil, Financiamento de Campanha, na Lei 9.504/1997 (legislação eleitoral brasileira). Ação Direta de Inconstitucionalidade (ADI) 4.650, proposição da OAB, na análise da legalidade ou não do item da lei que versa sobre as doações privadas das empresas aos partidos, ao fundo partidário. Decidido como ilegal pelo Supremo na quase totalidade. Pediu vista, protelou e chocou. Esperou que o golpista deputado Cunha agisse na Câmara da Imoralidade para legalizar a corrupção. Atua no Supremo para fortalecer a maior corja de golpistas da história do Brasil contra o PT. E não pode mais tripudiar das instituições da forma acintosa e debochada naquela Corte do Silêncio, contra a subversão dos princípios constitucionais. A história não os perdoará, o magistrado que vende sentença, que politiza a função para prejudicar covardemente, seja que partido for, que esconde Laudos, Provas, Auditorias que inocentariam réus de APs, que se associa direta ou indiretamente a criminosos, que se omite diante de corruptos blindados, que conspira contra a legalidade do processo de escolha democrática dos governantes, que faz escuta clandestina e seletiva para direcionar investigações no conluio com a mídia venal... É inexorável, mais cedo ou mais tarde, o ódio regado e criado contra os outros volta em dobro. O nó no tronco será de porco. Na placa, afixada os nomes não serão de José, de João... Mas, dos indecentes que ousaram trair o Brasil, o povo brasileiro.

OBS:Esse artigo é dedicado a Vanuzia Lopes, e a todas as mulheres que têm a coragem de denunciar os assediadores, a violência doméstica, os estupradores. Enfim, todos os abusos contra as mulheres.

 

  Sérgio Arruda

Mais recente:COMO ESTAMOS MAL PROTEGIDOS COM NOSSAS ESCOLHAS HUMANAS

    

Ana Paula Romão      

Mais recente:MORO, ONDE NÃO MORA A JUSTIÇA

 

 Renato Uchôa 

Mais recente: MORO, ONDE NÃO MORA A JUSTIÇA 

 

Ana Liési Thurler
 Mais recente:   Percalços inescapáveis do capitalismo

 

Luiz Francisco Guil

Mais recente: ENTRE PERDIDOS E ACHADOS                       

                
 

Artigos

links

Esta seção está em branco.

OPINIÃO

UMA QUESTÃO DE SENSIBILIDADE

  Por Ana Lúcia Alves          Dizem que sou sensível...pois vou contar onde aprendi a ser assim. Convivo a pelo menos 20 anos em hospitais cumprindo meu oficio de cuidar...e lá aprendi...Que paredes de hospitais, já ouviram preces mais sinceras e honestas do que em...

SOLIDARIEDADE NÃO SE PEDE

   Por Claudete Galli                Quero relatar um fato que ocorreu ontem quando eu estava na Vigília Lula Livre. Eu cheguei bem no momento em que o Stédile estava falando, como havia sido a visita ao Lula. Uma observação, então cada vez que o...

EM DIA DE JOGO DA COPA

  Por Igor Grabois            O Brasil é grande nos mais diversos sentidos do termo. Existem cinco países que estão, simultaneamente, entre os dez maiores PIB’s, territórios e populações. O Brasil é um deles. O maior país africano fora da África, só a Nigéria é...

ESTÃO NOS FAZENDO DE BOBOS, BRINCANDO DE DEMOCRACIA.

 Por Inês Duarte                   Não pode haver perdão ao ministro Edson Fachin. Ele traiu o povo brasileiro, traiu a democracia, a Constituição Federal e traiu principalmente ele próprio, quando deixou de cumprir a missão que se comprometeu...

AO SOM DA FOME

 Por Lúcia Costa                Eu tenho 49 anos. Desde criança via comícios, não perdia um, até onde dava. Aos 13 anos comecei a sentir vontade de entrar para a política ao ouvir aqueles homens. Eram só homens, falando bonito. Nos seus discursos...

O RECADO

Por Cleusa Slaviero        Para me apoiar  por causa do desânimo (preocupação), que me acometeu hoje, o George Mello disse: "menos expertise e mais luta, mais determinação." Ele quis dizer que as ações que realizamos na resistência, nesse momento, são mais importantes...

SOBRE A TENDÊNCIA HISTÓRICA E O FUTURO DO BRASIL

   Por Cristiano Camargo                    Toda Revolução Histórica tem um ponto de ruptura, da conjuntura anterior para a nova que surgiu pós- revolução, e que serviu de estopim para incendiar estas revoluções. Pois bem, estamos...

MARIELLE: BRASIL CHORA POR SUA MAIS NOVA MÁRTIR

Por Sérgio Botêlho           Há um mau cheiro no ar. E esse mau cheiro não vem do corpo inerte de Marielle. Esse mau cheiro vem dos seus assassinos. Esse mau cheiro vem de uma sociedade historicamente baseada em podres poderes. Negra, mulher, feminista, pobre...

TÁ FALADO

 Por Rosangela Lima              Madrugada alta e eu aqui, escrevendo textão. Pouca gente vai ler, mas é bom desabafar, então... Percebo nos olhares, nas críticas e alguns ataques, a incompreensão de muita gente do meu convívio com o fato de continuar na...

A MULHER E O VOTO

Por Inês Duarte          Não é de hoje que as mulheres possuem a disposição de lutar por respeito, igualdade de direitos, reconhecimento de seu papel, não apenas na sociedade, mas também, junto ao parceiro, como geradora de filhos, de gerações e que traz consigo o...

Esta seção está em branco.

Artigos

Crie um site com

  • Totalmente GRÁTIS
  • Centenas de templates
  • Todo em português

Este site foi criado com Webnode. Crie um grátis para você também!