SOMOS TODAS E TODOS MARGARIDAS

    Por Ana Paula Romão (educadora)

 

“Não faz muito tempo, seu moço...Nas terras da Paraíba

Viveu uma mulher de fibra, Margarida se chamou! E um patrão com uma bala

Tentou calar sua fala... “E o sonho dela se espalhou...” (Zé Vicente)

 

Nos versos do cantador Zé Vicente, Margarida se espalhou, e se espalhou tanto que suas sementes hoje e amanhã brotaram coloridas nos gramados de Brasília! A Marcha das Margaridas, em sua quinta edição, encanta e cantará sua luta para o mundo  “...Já faz muito tempo que enriba deste chão e em toda nossa Nação...O pobre era pra lá e pra cá; Lavrador fazia, mas não comia e a miséria era sobrenome do povo deste lugar”. Nos dias 11 e 12 de agosto as margaridas do campo, das florestas, e das águas irão realizar um movimento de massas nunca antes visibilizado pelas lentes nacionais e estrangeiras! Mulheres camponesas do mundo inteiro irão acompanhar as vozes das margaridas brasileiras por telões e informações ao vivo!

A marcha é por reforma agrária, por soberania alimentar, por mais produção agroecológica, por garantia e ampliação de políticas públicas que desconstruam os padrões patriarcais, mas também é por justiça e democracia!

Margarida vive em nossas memórias! “É melhor morrer na luta do que morrer de fome...” Margarida Maria Alves (1933-1983). Desde 1983, anualmente, os trabalhadores e trabalhadoras rurais passaram a relembrar, no dia 12 de agosto, a figura de Margarida Alves, enquanto denunciam a impunidade dos seus assassinos e a renitente violência no campo, em meio aos discursos em defesa da Reforma Agrária. Desta forma, tornam atual a luta e o martírio dessa líder sindical, chegando a instituir o dia 12 de agosto como o Dia Nacional Contra a Violência no Campo e pela Reforma Agrária.

Há 32 anos foi arrancada, brutalmente, da luta sindical, a camponesa Margarida Maria Alves, líder dos trabalhadores rurais da Paraíba e Presidenta do Sindicato Rural de Alagoa Grande. O seu assassinato provocou profunda indignação em nossa sociedade, traduzida pela onda de manifestações que se propagou pelo estado, com repercussão em todo o país.

Durante vinte e três anos, esta liderança participou do Sindicato de Alagoa Grande e atuou na organização de outros sindicatos de trabalhadores rurais na região da lavoura canavieira da Paraíba, chegando a influenciar nas políticas da Confederação dos Trabalhadores da Agricultura (CONTAG). Por doze anos, Margarida dirigiu os trabalhadores rurais de Alagoa Grande. Durante todo esse período, ela conheceu e estreitou relações com outras mulheres camponesas, que se engajariam na luta campesina, tornando-se lideranças sindicais, num espaço historicamente marcado pela pouca participação feminina. 

Margarida foi capaz de despertar na memória de outras camponesas a referência de uma mulher dirigente de espaços marcadamente masculinos. Simbolicamente, refletindo-se no empoderamento da transformação da dor em luta, contra todo tipo de opressão. Como afirmou Rocha, jornalista que acompanhou o crime à época: “Margarida sonhou. Sonhou sempre, cotidianamente, insistentemente, ardentemente. E fez do sonho sal para enfrentar os poderosos. Os que se acham donos da terra, donos do trabalho alheio – escravizando-o -, donos do pensamento e do corpo de outras pessoas, donos da vida alheia”.

Agora, suas vozes não serão mais caladas. Nem a de Margarida Maria Alves e Maria da Penha Nascimento Silva, ambas já em outro plano, mas vivas em nossas memórias, nem a de Maria da Soledade, Maria do Céu, Maria Preta, Antônia, Josefa, Joaquina e tantas outras que ousaram construir a sua autonomia, reivindicar direitos e buscar mais e mais espaços, do espaço da casa, ao do sindicato, da organização das mulheres, para muitos outros lugares, sem medo de enfrentar os “donos das terras” e a cultura patriarcal, mas demarcando e (re) afirmando a vontade de se construir sujeito da história.

Outra coisa, essa Marcha das Margaridas vai ser diferente, ah vai seu moço! Porque, às margaridas de toda parte do Brasil vão gritar e dizer em alto bom tom, que nossa margarida Dilma fica!! Sabe porque seu moço, porque não vamos deixar trator arrancar nossa plantação de direitos; Não vamos deixar o latifúndio tomar de conta de nosso voto. O que você não sabe seu moço, é que faz tempo que nós cantamos: “Daqui a algum tempo, seu moço... se a gente não se cuidar, se o pobre não se ajudar... Tubarão engole a alegria, pois o jeito é treinar o braço, para desatar esse laço que amarra a fulô do dia. E quando na roça da gente brilhar as espigas... Vai ter festa e nas cantigas, Margarida vai viver... E quando na praça e na rua florir Margaridas... Vai ser bonito de ver...”. Vai ser bonito de viver!

 

 

  Sérgio Arruda

Mais recente:COMO ESTAMOS MAL PROTEGIDOS COM NOSSAS ESCOLHAS HUMANAS

    

Ana Paula Romão      

Mais recente:MORO, ONDE NÃO MORA A JUSTIÇA

 

 Renato Uchôa 

Mais recente: MORO, ONDE NÃO MORA A JUSTIÇA 

 

Ana Liési Thurler
 Mais recente:   Percalços inescapáveis do capitalismo

 

Luiz Francisco Guil

Mais recente: ENTRE PERDIDOS E ACHADOS                       

                
 

Artigos

links

Esta sección está vacía.

OPINIÃO

AO SOM DA FOME

 Por Lúcia Costa                Eu tenho 49 anos. Desde criança via comícios, não perdia um, até onde dava. Aos 13 anos comecei a sentir vontade de entrar para a política ao ouvir aqueles homens. Eram só homens, falando bonito. Nos seus discursos...

O RECADO

Por Cleusa Slaviero        Para me apoiar  por causa do desânimo (preocupação), que me acometeu hoje, o George Mello disse: "menos expertise e mais luta, mais determinação." Ele quis dizer que as ações que realizamos na resistência, nesse momento, são mais importantes...

SOBRE A TENDÊNCIA HISTÓRICA E O FUTURO DO BRASIL

   Por Cristiano Camargo                    Toda Revolução Histórica tem um ponto de ruptura, da conjuntura anterior para a nova que surgiu pós- revolução, e que serviu de estopim para incendiar estas revoluções. Pois bem, estamos...

MARIELLE: BRASIL CHORA POR SUA MAIS NOVA MÁRTIR

Por Sérgio Botêlho           Há um mau cheiro no ar. E esse mau cheiro não vem do corpo inerte de Marielle. Esse mau cheiro vem dos seus assassinos. Esse mau cheiro vem de uma sociedade historicamente baseada em podres poderes. Negra, mulher, feminista, pobre...

TÁ FALADO

 Por Rosangela Lima              Madrugada alta e eu aqui, escrevendo textão. Pouca gente vai ler, mas é bom desabafar, então... Percebo nos olhares, nas críticas e alguns ataques, a incompreensão de muita gente do meu convívio com o fato de continuar na...

A MULHER E O VOTO

Por Inês Duarte          Não é de hoje que as mulheres possuem a disposição de lutar por respeito, igualdade de direitos, reconhecimento de seu papel, não apenas na sociedade, mas também, junto ao parceiro, como geradora de filhos, de gerações e que traz consigo o...

QUEM FOI LUCIANA DE ABREU?

 Por Carla Kunze            Não há o que comemorar hoje. Há apenas do que reclamar. A crise provocada pelos golpistas está atingindo principalmente as mulheres. Seja porque elas hoje são as provedoras das suas famílias e o desemprego as atingiu muito mais do...

MEXEU COM LULA, MEXEU COM A GENTE

 Por Inês Duarte          Estão divulgando nas redes sociais a possibilidade das manifestações em POA tornarem a cidade num campo de batalha. Não por nossa gente, não pelas forças progressistas, mas pelas forças do retrocesso da civilização. Eu e todos que partem do...

A VIDA É BELA

Por Francisca Frida             Hoje me sinto um pouco mais forte e quero lhes contar um fato só para que vocês vejam até que ponto chega a maldade humana... Algumas vezes eu disse aqui que tinha vontade de ir para outro planeta, e que os seres humanos me...

REFLEXÕES SOBRE O SUICÍDIO

   Por Márcia Tigani     Encerro meu dia com reflexões sobre o tema de hoje no facebook: o suicídio. Aliás esse é tema do dia à dia, muito embora as pessoas o neguem, finjam não enxerga-lo, passem a bola para os " coletivos", digam que é " coisa pra psicólogo, psiquiatra e...

es-Notícias

O Golpista

                                                                                    ...

Eu acredito é na luta

                                                                                   ...

O recado

                                                                                   ...

AO PREFEITO ARTUR NETO

                                                                                    ...

Olá amigos/as

                                                                                   ...

RESPOSTA À DIREITA E AO PIG

                                                                                   ...

ACREDITAMOS NO BRASIL!

                                                                                   ...

Artigos