AS ÁGUAS VÃO ROLAR

 

                                                                               

 

Por Renato Uchôa (Educador)

Mesmo que a população de São Paulo morra de sede. E inculta sobre o perigo que foi de votar em Aécio Neves, um meliante perigoso para o processo democrático. Sentimos um alívio quando acordamos de um pesadelo. O osso fala a dor da mente. Corpo quebrado. Pela tortura física do feitor constituído. Mandado de outros mundos, abençoado em nome de Deus pela Igreja. De trapos e lembranças há que vaguear nos tempos. De corpo e mentes dilaceradas. E a história, ainda escravizada, não nos assustou e ensinou todos os horrores. Acordar do sonho de liberdade ao som de grilhões e do chicote. E foi assim por um longo tempo. E foi assim por vários séculos. Riqueza e opulência, pintadas de sangue. Sonhos antes de liberdade, não obstante as condições degradantes e desumanas a que vários povos, a eles submetidas. Os donos e os feitores mudaram apenas as vestes. O salto da bota e a espora. Algumas formas de explorar. Os herdeiros do ócio benéfico à “alma” se multiplicaram à custa do suor e lágrima do povo brasileiro. Os feitores modernos também. Está entre nós. E vamos sonhar com todas as forças para que o amanhecer, neste país, cada vez mais nosso, não seja o de Aécio Neves, Fernando Cardoso, Pastor Everaldo, Bolsonaro, Malafaia, Alckmin, Paulinho batedor de carteiras dos trabalhadores, Cássio Cunha Lima... E a gangue do metrô, a da merenda em São Paulo, e de todas elas, que operam com a conivência da justiça selada no quintal. Das elites. Sonhar acordado, para que não despertemos com o barulho das botas e os grilhões. Sonhar em um país que avança, com todas as ambiguidades, é diferente, é lindo demais. A nossa geração tem a responsabilidade política, moral e ética de não permitir que a escória que sempre oprimiu e discriminou os nordestinos e nortistas, o povo brasileiro, volte a governar o Brasil. Tem a responsabilidade de fazer com que o procurador Janot, o caçador de borboletas, o Supremo, o STJ, a parte apodrecida da justiça, a OAB... Serão julgados pelos seus atos a favor ou contra o impeachment da presidenta Dilma. Não existe meio termo, você é contra ou a favor do Golpe. 0  Meu coração é vermelho, o seu, o nosso. Dilma presidenta, eles não poderão voltar nem em sonho. A População Brasileira ocupa as ruas e avenidas do Brasil contra os Golpistas, ao invés do silêncio do Tibet, que predominou por vários anos. Resistir é preciso, vencer é a nossa luta.

(Dedicado a Ana Paula Romão)

 

  Sérgio Arruda

Mais recente:COMO ESTAMOS MAL PROTEGIDOS COM NOSSAS ESCOLHAS HUMANAS

    

Ana Paula Romão      

Mais recente:MORO, ONDE NÃO MORA A JUSTIÇA

 

 Renato Uchôa 

Mais recente: MORO, ONDE NÃO MORA A JUSTIÇA 

 

Ana Liési Thurler
 Mais recente:   Percalços inescapáveis do capitalismo

 

Luiz Francisco Guil

Mais recente: ENTRE PERDIDOS E ACHADOS                       

                
 

Artigos

links

Esta seção está em branco.

OPINIÃO

Estratégia, onde estais?

      Por Paulo Carneiro Aonde está a estratégia do pós GOLPE? Alguém sabe me dizer, qual foi a estratégia da Dilma, do PT, ou de quem quer que seja, antes do golpe, para impedir o GOLPE? Pois é, eu, estou aqui no Facebook, há anos, sempre defendendo a legalidade, sempre alertando...

Tchau

                                Por Mirian Mantovani Tchau, Querida!    Tchau, Cultura!      Tchau, Cotas!        Tchau, Índios!        ...

Esta seção está em branco.

Artigos

Crie um site com

  • Totalmente GRÁTIS
  • Design profissional
  • Criação super fácil

Este site foi criado com Webnode. Crie o seu de graça agora!